PUB

chamusca covid

PUB

banner cms vamostodosficarbem

O Continente de Santarém é o hipermercado com os preços mais baratos em todo o distrito de Santarém. As contas são da revista Proteste, da associação para a Defesa do Consumidor (DECO), que analisou os preços em 578 lojas de todo o país.

Em segundo lugar na lista de preços baixos está o Intermarché de Rio Maior, com mais 3% do índice de preços, seguindo-se os Continentes de Almeirim (+4%), Torres Novas (+5%), Samora Correia (+7%) e Rio Maior (+7%). No Top Tem estão ainda os Pingo Doce de Riachos (8%) e Rio Maior (9%).

No fundo da lista da DECO, que inclui 28 superfícies comerciais, surgem o E. Lecrerc de Santarém, o Intermarché de Almeirim e os Lidl de Entroncamento e Tomar (todos com preços cerca de 14% mais caros), o Minipreço de Rio Maior e o Intermarché de Tomar (ambos +15%). Em último lugar está o Supermercado Padrão, de Tomar (+22%).

Os dados anteriores referem-se a um cabaz de compras médio, com vários produtos. No entanto o estudo analisou também os preços por tipo de produtos, com resultados distintos.

Nos congelados, nas bebidas, no peixe e na carne, o mais barato é o Intermarché de Rio Maior, nos laticínios e na limpeza da casa, vence o Continente de Santarém, na mercearia o mais barato é o Continente de Almeirim, na higiene pessoal, quem vende mais barato é o Minipreço de Tomar e na fruta, o Pingo Doce de Torres Novas.

Saiba mais AQUI.

A cervejeira Unicer pode vir a ter de devolver parte dos 7,364 milhões de euros de financiamentos europeus e do Estado português, que recebeu para modernizar a fábrica de Santarém.

A notícia é avançada hoje pelo jornal “Público” que explica que em causa estão os apoios recebidos para dois projectos de modernização do complexo industrial que a Unicer tem em Santarém e que a empresa anunciou que vai fechar a partir de Março de 2013, mantendo na cidade apenas as plataformas de armazenagem e de distribuição e a fábrica da Rical.

Segundo o diário nacional, nos últimos tempos têm havido encontros regulares entre a Unicer e a AICEP (Agência para o Investimento e Comércio Externo) com o objectivo de esclarecer toda esta situação.

“A empresa adianta que parte do equipamento adquirido para Santarém poderá vir a ser transferido para a fábrica-mãe de Leça do Balio e que parte dos investimentos feitos na cidade escalabitana envolveu as unidades de armazenamento, de distribuição e de refrigerantes e não a fábrica que vai ser encerrada”, diz o “Público”.

Se a cerveira não conseguir convencer a AICEP destes argumentos pode vir a ser obrigada a devolver parte do montante recebido, uma vez que a fábrica foi deslocalizada.

Leia a notícia do “Público” AQUI.

 

NOTÍCIAS RELACIONADAS:

Unicer encerra fábrica em Santarém
Unicer encerra mas todos os funcionários ficam empregados
PSD quer saber se Unicer recebeu dinheiros públicos
Encerramento da Unicer é “um balde de água fria”

 


Durante todo o mês de Outubro, a Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior (TAGUS) vai promover as actividades de aventura e natureza que se podem praticar nos concelhos de Abrantes, Constância e Sardoal no espaço "Turismo Azul e Verde", em Campo de Ourique, Lisboa.

Na capital, a TAGUS está a dinamizar um sorteio de um fim-de-semana numa unidade hoteleira de quatro estrelas da região entre os clientes dos restaurantes de Campo de Ourique que se associaram a esta iniciativa.

Os restaurantes vão distribuir cupões aos seus clientes os respectivos cupões que devem ser entregues até dia 31 de Outubro no espaço “Turismo a Verde e Azul”, na Rua Coelho da Rocha, 41, ficando habilitados à estadia de dois dias e a usufruir de duas propostas de turismo aventura - canoagem, passeio a cavalo ou karting - nas empresas de animação dos três concelhos ribatejanos.

Mais artigos...

PUB

PUB

PUB

PUB

ctx covid 19

PUB

Quem está Online?

Temos 685 visitantes e 0 membros em linha