PUB

chamusca covid continua

PUB

banner cms juntos

Economia

O atual presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), Eduardo Oliveira e Sousa, foi reeleito para mais um mandato de três anos à frente da maior organização portuguesa ligada ao sector agrícola.

Slide thumbnail

Na mensagem que dirigiu aos associados, Oliveira e Sousa referiu “que continuará a trabalhar, como até agora, com o mesmo empenho e vigor, na dignificação e valorização dos agricultores e da agricultura em Portugal, uma dimensão que ganha importância acrescida atendendo ao atual contexto da pandemia”.
De acordo com o responsável, “a agricultura foi um dos motores da recuperação económica da crise que julgávamos ter deixado para trás. A agricultura, no passado recente, contribuiu para a dinamização das exportações e criação líquida de emprego, assumindo-se como um parceiro do desenvolvimento sustentável e da inovação”.
“Nos próximos três anos, continuaremos a trabalhar para que as instituições públicas e o poder político permitam à agricultura libertar o seu potencial económico, através de uma agenda focada no racional aproveitamento dos fundos comunitários”, acrescentou.
Como organização socioprofissional agrícola, a CAP agrupa cerca de 250 organizações de todo o país.
A confederação assumiu, a partir de 1986, a representação de Portugal junto da Comissão Europeia, em Bruxelas, onde mantém uma delegação permanente, sendo membro do COPA, organização de cúpula das Organizações Agrícolas da União Europeia.



banner fiqueemcasa

 

PUB

PUB

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

PUB

promo almeirim

Quem está Online?

Temos 364 visitantes e 0 membros em linha