PUB

chamusca covid

PUB

banner cms vamostodosficarbem

Economia

A Nersant apresentou várias propostas de apoio concreto às empresas e à manutenção do emprego, tendo em conta o período de dificuldades económicas que se antevê face à pandemia do novo coronavírus.

Slide thumbnail

Segundo uma nota de imprensa da associação empresarial, as propostas surgem do “conhecimento real dos problemas, anseios e expetativas do tecido empresarial, que pretende manter a sua atividade, os postos de trabalho, e contribuir para o desenvolvimento da região e do país”, construído a partir do apoio que tem prestado aos empresários nas últimas semanas.
“Só com medidas diretas e objetivas se conseguirá ultrapassar esta crise, minimizando os danos colaterais, muitos deles devido à pouca ousadia e incapacidade de compreender o que as empresas podem fazer”, acrescenta a nota da Nersant, que exige ao governo decisões concretas a nível dos apoios de tesouraria, Segurança Social, marcação de férias, lay-off, incentivos, e linhas e moratórias de crédito, entre outras.
“Todos pretendemos manter os postos de trabalho. Nenhuma empresa pretende fazer despedimentos”, acrescenta a nota de imprensa da associação empresarial, que cita mesmo estudos recentes nos EUA, que demonstram que uma PME que não fatura, no período máximo de 27 dias, em média, encerra.
“É isto que pretendemos evitar, garante a Nersant.

 



PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

ctx covid 19

PUB

Quem está Online?

Temos 848 visitantes e 0 membros em linha