PUB

chamusca natal
Slide thumbnail

PUB

cimt slideshow

PUB

reino natal

PUB

elgalego 2019

FOTO: Cidadania RM

Economia

O Tribunal de Santarém deu esta terça-feira, 24 de setembro, um prazo suplementar de 90 dias para que as partes em confronto se entendam no processo em que é pedido o reconhecimento como baldios de terrenos onde foram implantadas eólicas em Rio Maior.

Slide thumbnail

Segundo a agência Lusa, a juíza justificou a segunda suspensão do início do julgamento pelas condições “excecionais” que lhe foram apresentadas no início da audiência, nomeadamente, a de o novo presidente da Câmara de Rio Maior, Luís Santana Dias, estar a tentar chegar a um acordo com a Assembleia de Compartes dos Baldios da Serra dos Candeeiros, freguesia de Rio Maior, sobre a gestão dos terrenos que esta reivindica como sendo baldios.

Recorde-se que, em representação da Assembleia de Compartes, o Ministério Público pede a nulidade de escrituras por usucapião de terrenos baldios feitas pela Câmara de Rio Maior em 1987 e 1993, e “os atos jurídicos subsequentes”, nomeadamente, do arrendamento que permitiu a instalação do Parque Eólico da Serra das Meadas.

Ainda de acordo com a Lusa, no início da sessão de hoje, o mandatário da Câmara de Rio Maior afirmou que o atual presidente do município, que, quando foi presidente da junta de freguesia de Rio Maior esteve envolvido na constituição da assembleia de compartes, tem “um novo entendimento”, estando a procurar um acordo que reconheça a natureza dos terrenos como baldios e que delegue a gestão dos mesmos à junta de freguesia.

Esta terça-feira, o Ministério Público e os mandatários do município e das empresas aceitaram procurar encontrar, juntamente com a assembleia de compartes, um princípio de acordo no prazo de 15 dias a um mês, que depois submeterão à PGR, no caso do MP, e às administrações das empresas, para encontrarem uma solução que evite o julgamento.

NOTÍCIAS RELACIONADAS:

Ministério Público mudou de posição para defender compartes dos baldios

Câmara de Rio Maior propõe solução para litígio dos “baldios”

Compartes dos Baldios querem anular constituição de parque eólico



PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

cmcartaxo natal

PUB

PUB

politeama rainhadaneve

Quem está Online?

Temos 1280 visitantes e 0 membros em linha