Economia

O Sindicato dos Trabalhadores dos Correios garante que há mais de 23 mil correspondências por entregar no Centro de Distribuição de Santarém. Este número é o resultado da greve parcial dos carteiros, iniciada no dia 13 deste mês, mas a administração da empresa, que reconhece alguns constrangimentos, acredita que na próxima semana a situação estará minimizada.

Slide thumbnail

Segundo o sindicato, os concelhos mais afetados são os de Santarém, Almeirim e Alpiarça, havendo zonas onde apenas está a ser distribuído o correio prioritário, registando o não prioritário “mais de uma semana de atraso”.

A greve foi convocada pelo sindicato para exigir mais meios humanos para garantir a entrega da correspondência com qualidade e na segunda feira haverá um novo plenário no qual será decidido o prolongamento, ou não, da greve até 12 de abril.