PUB

chamusca ja te dou o arroz

PUB

insantarem

O candidato da lista A às eleições da Federação Portuguesa de Futebol, Carlos Marta, vai estar na sede da Associação de Futebol de Santarém esta quinta-feira, dia 17, para apresentar o seu programa.

Recorde-se que a associação ribatejana já manifestou o seu apoio à Lista B, liderada por Fernando Gomes, sendo que o presidente do organismo que tutela o futebol no distrito de Santarém, Rui Manhoso, é candidato pela lista de Fernando Gomes.

Apesar disso a AFS vai abrir o seu auditório para que os filiados possam ouvir as propostas da lista de Carlos Marta.

As eleições para a Federação estão marcadas para 10 de Dezembro e os novos órgãos sociais tomarão posse no dia 17.

A judoca luso-cubana Yahima Ramirez, atleta da Casa do Povo de Rio Maior, conquistou a medalha de prata na Taça do Mundo de Samoa, em -78 kg, somando 60 pontos no “ranking” mundial, o que lhe permitirá subir uma posição (25.ª).

Em Apia, Yahima Ramirez conseguiu capitalizar mais 20 pontos, visto que descarta o seu resultado menos bom (de 40 pontos), numa Taça do Mundo em que o quadro competitivo se cingiu a apenas oito judocas.

Na final, com a checa Alena Eiglova, a judoca da Casa do Povo de Rio Maior ainda pontuou um yuko, mas perdeu com uma vantagem de waza-ari da sua oponente.

A desistência do Estrela Ouriquense do campeonato da Divisão Principal da Associação de Futebol de Santarém levou a vários acertos na classificação geral da competição. Segundo os regulamentos, após a desistência, o Ouriquense fica com zero pontos e aos adversários são retirados todos os pontos conquistados nos jogos com a equipa do concelho do Cartaxo.

Com este cenário, Moçarriense (10º) e Porto Alto (11º) sobem um lugar, enquanto Benavente e Amiense, quinto e sexto classificados, respetivamente, mantêm as posições mas ficam mais próximas dos quatro primeiros, uma vez que tinham perdido com a equipa de Vila Chã de Ourique, derrota agora “anulada”.

Recorde-se que o Ouriquense desistiu do campeonato à passagem da nona jornada por dificuldades financeiras provocadas pela falta de pagamento, por parte da Câmara do Cartaxo, dos protocolos de 2010 e a indefinição quanto aos protocolos de 2011.

Numa assembleia geral realizada no fim de outubro, o presidente do clube, Carlos Albuquerque, explicou que a direção só decidiu entrar no campeonato sénior porque os responsáveis da autarquia lhe prometeram que em meados de julho deste ano seria pago o protocolo de 2010 e transferido metade do protocolo de 2011, o que não passou de uma promessa.

Uma hora antes da Assembleia, Carlos Albuquerque, recebeu mesmo a informação, da boca do próprio presidente da autarquia, Paulo Caldas, de que o pagamento dos protocolos 2010 e 2011 só seria possível a partir de meados do 2012.

Com seis meses de atraso nos subsídios de deslocação aos atletas, uma despesa fixa mensal de cerca de 1.600 euros para manutenção das instalações e cerca de 350 euros de despesa por jogo em casa (taxa da associação e policiamento), a direcção viu-se sem soluções porque não tem conseguido patrocínios, o clube tem cerca de 13.500 euros de quotas por receber e a receita de cada jogo tem rondado os 120 euros.

Com este cenário, o presidente do clube considerou que, para evitar problemas maiores, a melhor solução seria desistir do campeonato após o jogo em casa com o Amiense, realizado a 6 de novembro.

Apesar da desistência da equipa sénior, os escalões jovens continuarão a sua atividade.

Mais artigos...

PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

salvaterra jornadas cultura

PUB

Quem está Online?

Temos 974 visitantes e 0 membros em linha