PUB

chamusca covid continua

PUB

banner cms juntos


A festa do entrudo na aldeia da Linhaceira, concelho de Tomar, arranca na quinta-feira, 7 de fevereiro, com o desenterro do Carnaval, uma cerimónia comunitária realizada no local onde o mesmo foi "enterrado", há cerca de um ano atrás.

Este será o 23º ano consecutivo de celebrações carnavalescas na freguesia, em que os próprios residentes são os responsáveis por toda a logística da festa, incluindo a construção dos 20 carros alegóricos que vão animar os corsos e desfiles.

Os festejos prosseguem depois no sábado, a partir das 15h30, com a realização do desfile de carnaval infantil.

À noite, terá lugar o primeiro dos quatro bailes que vão dar música à aldeia, onde serão apresentados o rei e a rainha do Carnaval da Linhaceira deste ano.

O grande corso carnavalesco que vai percorrer toda a aldeia, com os carros alegóricos e centenas de participantes, desfila no domingo, 10 de fevereiro, acompanhado pela fanfarra dos bombeiros de Torres Novas e o grupo "Moviritmo", da Escola Luís de Camões de Constância.

Na segunda-feira, há o tradicional baile e concurso de fatos de papel, seguindo-se na terça-feira gorda uma divertida "porcalhada", à tarde, e o último baile para eleição do melhor mascarado, à noite.

O Carnaval voltará a ser enterrado novamente na quarta-feira de cinzas, em nova cerimónia comunitária.

 

A cantora brasileira Adriana Calcanhoto vai atuar no Teatro Virgínia, em Torres Novas, no dia 13 de Abril. O concerto é o segundo da tornée nacional “Olhos de Onda”, que começa em Lisboa e termina na Guarda, num total de dez espetáculos.

O concerto será no formato “voz e violão”, o mesmo com que em 1999 se deu a conhecer e com o qual conquistou o público português. “Nunca me vou esquecer do meu primeiro concerto em Lisboa, sozinha com minha guitarra e uma audiência mágica”, recordou recentemente a cantora, nascida em Porto Alegre em 1965, filha de um músico e de uma bailarina.

Neste seu novo espectáculo a solo, Adriana Calcanhotto reúne os seus maiores sucessos e traz na bagagem algumas novidades e surpresas.

Os bilhetes custam 15 euros e estão à venda na bilheteira do Teatro Virgínia e online a partir de 9 de Fevereiro.


Mesmo com o país a braços com a crise, Samora Correia espera receber cerca de 50 mil visitantes para assistir aos três desfiles de Carnaval, que já se afirmou como o maior do distrito e um dos maiores da região centro.

Os corsos, que vão animar as principais ruas da cidade nos dias 8, 10 e 12 de fevereiro, são totalmente à borla para os foliões, que vão poder assistir a corsos com mais de uma dúzia de carros alegóricos e um milhar de figurantes a desfilar.

A festa do Carnaval arranca no dia 8, às 10 horas, com o habitual desfile das crianças das escolas e das instituições locais.

Os desfiles principais são no domingo e terça-feira, a partir das 15h30, e vão contar com a presença da escola de samba da Abrigada a marcar o ritmo do corso.

Este ano, os reis do Carnaval de Samora Correia são dois foliões da terra, Efigénia Saldanha “Fézinha” e Zé Ferreira, ao passo que Fernando Ferrão, ator dos Malucos do Riso, é o convidado de honra.

A Câmara Municipal de Benavente concedeu tolerância de ponto para a terça-feira gorda e espera-se que as empresas da região sigam o exemplo para que ninguém falte ao Carnaval de Samora Correia, que, como é tradição, inclui ainda os assaltos de carnaval com baile de máscaras.

Os cinco dias de folia, organizados pela Associação Recreativa e Cultural Amigos de Samora (ARCAS), enceram com o enterro do Santo Entrudo, na noite de quarta–feira de cinzas.

Mais artigos...

PUB

PUB

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

Quem está Online?

Temos 431 visitantes e 0 membros em linha