PUB

chamusca paulo betti

PUB

cms generico

O Rotary Club de Almeirim, em parceria com a Câmara Municipal de Almeirim, instalaram um relógio de sol na rotunda junto à Escola Básica do 1º Ciclo do Canto do Jardim, junto ao Centro de Saúde da cidade.

A iniciativa pretende ser uma forma de educação para os mais jovens e não só e na inauguração da obra, que se realizou na sexta-feira, 1 de Junho, estiveram, para além de elementos dos rotários e da autarquia, alunos da escola e respectivos docentes que tiveram oportunidade de ouvir as explicações sobre esta que é a mais antiga forma de medir o tempo.

Refira-se que tendo em conta a posição geográfica de Almeirim, a hora solar tem um desfasamento, para menos, de 90 minutos no Verão e de 30 minutos no Inverno.


A estátua de D. António Prior do Crato, que vai custar cerca de 35 mil euros aos cofres da autarquia scalabitana, chegou há cerca de uma semana ao Jardim da Liberdade mas já está a provocar polémica.

“Não tenho absolutamente nada contra a cultura, mas, nos tempos que correm, seria bom que a Câmara pensasse no que devem ser as suas prioridades de investimento”, disse Carlos Nestal numa conferência de imprensa promovida pela concelhia do PS de Santarém, na segunda-feira, 4 de Junho, onde o presidente da comissão política desta estrutura partidária lembrou que “há, por exemplo, juntas de freguesias a enfrentar penhoras, o que me parece ser um problema bem mais urgente de resolver”.

O PS de Santarém diz não compreender como é que uma Câmara “praticamente à beira da falência” e “com uma dívida de curto prazo a fornecedores de quase 40 milhões de euros” se dá ao luxo de investir tanto dinheiro em arte pública.

Carlos Nestal lembrou que, no mesmo jardim, foi colocada uma estátua de homenagem a Braancamp Freire, da autoria do escultor José Cutileiro, que custou 75 mil euros. Somadas, as duas obras “custaram mais de 100 mil euros, dinheiro que muito jeito daria à economia local, às Juntas de Freguesia ou às colectividades do concelho”.

A encomenda da estátua de D. António Prior do Crato – que foi aclamado rei de Portugal em Santarém a 19 de Junho de 1580, na recta final da II Dinastia – foi feita em Maio de 2011 à artista plástica de Santarém Erika Braz, que é também a autora da peça escultórica colocada Jardim da Liberdade, em frente ao Tribunal de Santarém, inspirada em “Frei Luís de Sousa”, de Almeida Garret.


“Uma causa por uma casa” é o nome da gala de fados solidária a favor da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) que vai decorrer no grande auditório do Cnema, na quinta-feira, 7 de Junho, a partir das 21h45.

Esta iniciativa visa angariar fundos para a conclusão da Casa João Manuel, o novo lar residencial da APPACDM que está a ser construído no Cartaxo.

Num espectáculo apresentado por Júlio Isidro, pelo palco vão passar António Pinto Basto, Teresa Tapadas, Teresa Siqueira, Carlos Guedes Amorim, Célia Leiria, João Chora, Maria Azóia, Carlos Mendes Pereira, Filipa Maltieira e João Carriço, acompanhados pelos músicos Nani, Gilberto Silva e Luís Petisca.

Esta gala de fados decorre em paralelo com a Feira Nacional da Agricultura e as reservas podem ser feitas pelos números de telefone 961 711 780 e 243 760 551, ou pelo e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Mais informações em:

Ministro lança primeira pedra do lar da APPACDM

Mais artigos...

PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

Quem está Online?

Temos 485 visitantes e 0 membros em linha