PUB

BANNERREDEREGIONAL festival 7

PUB

fngastronomia

Novembro volta a ser o Mês de Santareno, em Santarém. A iniciativa, organizada pela empresa municipal de cultura e turismo (Cultur) engloba um vasto rol de iniciativas dedicadas ao dramaturgo Bernardo Santareno, pseudónimo de António Marinho do Rosário.

A programação começa sábado, 5 de Novembro, com a inauguração da exposição “Bernardo Santareno, pseudónimo de António Martinho do Rosário – Vida e Obra”, que estará patente até dia 14 na biblioteca da freguesia de Pernes, e com uma palestra, no mesmo local, sobre a “Vida e Obra de Santareno”, proferida por Domingos Lobo, vencedor do Prémio Nacional de Teatro Bernardo Santareno 2009. A mesma exposição vai depois para a freguesia de Tremês até ao dia 30.

O Teatro Sá da Bandeira recebe também duas exposições “Santarém, Capital do Teatro", patente até ao dia 19 e "Prémios Santareno de Teatro - Carreira", de 20 a 30 de Novembro.

No dia 17, haverá a leitura da peça “Não Deixes que a Noite se Apague”, de Domingos Lobo, vencedora do Prémio Nacional de Teatro Bernardo Santareno 2009, às 18h30, no Piano Bar do Teatro Sá da Bandeira.

O ponto alto do programa tem lugar com mais uma edição da VI Gala Santareno, no dia 20, às 21h30, no Teatro Sá da Bandeira, onde serão entregues os Prémios Santareno de Teatro relativos à temporada 2010/2011. A apresentação vai estar a cargo dos atores Cláudia Semedo e Afonso Pimentel.

A Casa Museu dos Patudos, em Alpiarça, reabriu ao público esta segunda-feira, 31 de outubro, após a conclusão da primeira fase das obras de reabilitação do edifício, inseridas num projeto de reabilitação com um custo global estimado na ordem dos 2,5 milhões de euros, comparticipados pelo Quadro de Referência Estratégica Nacional.

Esta primeira fase permitiu fazer a recuperação estrutural da casa que foi projetada pelo arquiteto Raúl Lino, repor os circuitos tradicionais do espaço (nomeadamente recolocando o painel de azulejos retirado quando abriu como museu, em 1960) e abrir pela primeira vez ao público a área mais íntima da casa que foi habitada pela família do republicano José Relvas no início do século passado.

Os visitantes podem optar por uma visita à totalidade da casa ou por um novo circuito, que integra partes da antiga visita e o segundo andar, onde se situam os quartos da família. “José Relvas entre os seus” é o nome do novo circuito temático que abre as portas para uma visita aos quartos de José Relvas, da mulher, D. Eugénia, e dos hóspedes, com uma passagem pelas portas fechadas do quarto onde se suicidou o filho Carlos e que, por vontade testamentária, nunca poderá ser mostrado ao público.

A reabertura da casa coincide com os 82 anos da morte de José Relvas.

A câmara municipal de Alpiarça quer integrar a Casa dos Patudos num circuito mais vasto “que passa pela criação de um parque temático que incluirá a barragem, a reserva natural do cavalo do Sorraia, as estações arqueológicas e o parque de campismo.

O II Ciclo de Órgão de Santarém vai decorrer de 2 de Novembro de 2011 a 1 de abril de 2012, para divulgar e permitir que possam ser escutados os seis órgãos de tubos da cidade recuperados em 2009.

A edição deste ano, que conta com o apoio da agência funerária Servilusa, vai ganhar dimensão internacional, já que contará com a participação de organistas de Espanha e da Áustria.

Os 18 concertos vão decorrer em várias igrejas do centro histórico de Santarém, apresentando uma programação diversificada, de modo a mostrar as várias funções do instrumento, e com duas estreia”, os Salmos de Natal, no concerto de Ano Novo (8 de janeiro) e Responsórios de Semana Santa, no encerramento (1 de abril), que não são ouvidos há 200 anos.

O orçamento do evento, da ordem dos 37.500 euros, vai ser suportado na totalidade pela empresa mecenas, numa iniciativa que é promovida pela CUL.TUR, empresa de cultura e turismo da câmara de Santarém, em parceria com a Diocese, a Santa Casa da Misericórdia e o Conservatório de Música de Santarém.

O primeiro concerto está marcado para a noite do dia 2 de novembro, na Sé Catedral de Santarém, com a Missa de Requiem de Lorenzo Perosi (1872-1956), para coro masculino e órgão, assinalando a comemoração dos fiéis defuntos.

Mais artigos...

PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

Quem está Online?

Temos 753 visitantes e 0 membros em linha