PUB

chamusca covid

PUB

cms fiqueemcasa


O escritor Valter Hugo Mãe, um dos nomes mais fortes do panorama literário da atualidade em Portugal, vai estar na biblioteca municipal António Botto, em Abrantes, no próximo dia 24 de Janeiro.

Nascido em Saurimo, Angola, em 1971, o escritor licenciou-se em direito e é pós-graduado em literatura portuguesa moderna e contemporânea.

No que se refere a romance, Valter Hugo Mãe já publicou "O Nosso Reino" (em 2004), "O Remorso de Baltazar Serapião (que foi prémio José Saramago em 2006), "O Apocalipse dos Trabalhadores" (2008), "A Máquina de Fazer Espanhóis" (publicado em 2010 e premiado com o Grande Prémio Portugal Telecom e Prémio Portugal Telecom para o melhor romance de 2012), e "O Filho de Mil Homens" (2011).

No capítulo da poesia, já publicou 11 títulos, todos esgotados e reunidos no volume "Contabilidade" (de 2010), tendo ainda escrito cinco livros ilustrados para as crianças.

Valter Hugo Mãe é ainda vocalista do grupo Governo, projeto que editou o EP "Propaganda Sentimental", , assina as crónicas "Autobiografia imaginária" no Jornal de Letras, e a "Casa de papel", na revista de domingo do jornal Público.

 

É num enorme “labirinto" desenhado no Convento de São Francisco e constituído por caminhos que ligam as mesas de identificação aos módulos das 14 maiores ordens de insetos, que os visitantes da exposição “Insetos em Ordem”, podem ficar a conhecer as principais espécies de insetos do mundo.

A exposição, patente até 10 de Março e que pode ser visitada pelo público em geral de quarta-feira a domingo, das 9h00 às12h30 e das 14h00 às 17h30, começa com a entrega, a cada visitante, de um inseto conservado em resina.

O objetivo é identificar a ordem do inseto (borboletas, libélulas, besouros, gafanhotos, etc.) e conhecer as suas características, através de uma viagem pelo mundo dos insetos em que cada visitante interage com o que vê.

Para o conseguir fazer, os visitantes utilizam uma chave de identificação dicotómica, construída no espaço expositivo. A área expositiva assemelha-se a um grande labirinto, onde é preciso ir fazendo escolhas até chegar à identificação final.

No final, é possível conhecer as características de cada ordem, o nome específico do inseto e outras curiosidades sobre o grupo.

A exposição itinerante Insetos em Ordem está inserida no projeto O Mundo na Escola e destina-se aos cidadãos de todas as idades, sendo que todas as escolas interessadas em visitá-la, devem inscrever-se previamente, através do e-mail – Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou através do telefone – 243 304 402, sendo a entrada gratuita para grupos escolares.

Para os restantes visitantes, o bilhete normal custa 2 euros. Para pessoas com mais de 65 anos, há desconto de 1 euro, bem como para grupos de mais de 10 pessoas. Para os estudantes, a entrada é gratuita.

A exposição foi inaugurada esta quarta-feira, 9 de Janeiro, pelo Ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, e pelo presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves. Nuno Crato explicou que este programa “pretende despertar o gosto dos jovens para a ciência, facilitando aos jovens o contacto com experiências científicas e o contacto com cientistas”, enquanto Ricardo Gonçalves aproveitou para convidar toda a população a visitar a exposição.

A Câmara de Santarém e a Academia Militar homenagearam esta sexta-feira, 4 de janeiro, o General Bernardo de Sá Nogueira de Figueiredo, Marquês de Sá da Bandeira, por ocasião do 137º aniversário da sua morte.

A homenagem decorreu junto à estátua do Marquês, na Praça Sá da Bandeira, e foi presidida pelo Coronel de Infantaria Maia Pereira - Comandante do Corpo de alunos da Academia Militar, acompanhado por Ricardo Gonçalves, Presidente da Câmara de Santarém.

Para além da deposição de coroa de flores, foi feita uma alocução evocativa da personalidade, vida e obra do militar Marquês de Sá da Bandeira, também fundador da Escola do Exército, antecessora da Academia Militar.

Depois desta cerimónia realizou-se uma romagem ao cemitério de Santarém, para colocação de uma coroa de flores no túmulo do Marquês de Sá da Bandeira.

Mais artigos...

PUB

PUB

PUB

PUB

ctx covid 19

PUB

Quem está Online?

Temos 1051 visitantes e 0 membros em linha