PUB

chamusca ilha

PUB

reino natal

Simone de Oliveira e Joaquim Monchique, dois dos actores mais reconhecidos pelo público português, vão passar pelo Centro Cultural do Cartaxo no fim-de-semana de 24 e 25 de Março.

O primeiro a subir ao palco é Joaquim Monchique, que apresenta o seu monólogo “Júlio de Matos” no sábado, dia 24, às 21h30. A peça, que estreou em Novembro de 2011, retrata a vida de um homem desempregado que sofre uma crise de comunicação com o mundo e que passa a falar sozinho.

Em tom de comédia que dá para rir e pensar, o monólogo foi criado a partir de um texto de Pedro Cardoso, com a direcção do actor a cargo de Carlos Paulo.

No dia seguinte, 25, também a partir das 21h30, Simone de Oliveira é a convidada de José Raposo na sua tertúlia habitual que decorre no último domingo de cada mês, no bar do centro cultural.

Como sempre, o público pode intervir e conversar com os convidados, neste encontro informal com entradas livres.Com 55 anos de carreira na música, no teatro e na televisão, Simone de Oliveira dispensa grandes apresentações, sendo uma figura incontornável da cultura portuguesa.

Richard Zimler, o escritor luso-brasileiro autor de vários “best-seller” a nível mundial, vai estar na biblioteca municipal António Botto, em Abrantes, no próximo dia 22 de Março.

A partir das 14h30, o romancista apresenta a obra “Ilha Teresa” para um público mais juvenil, num encontro com jovens no âmbito do Projecto IGNDA - igualdade de género e não discriminação em Abrantes. A apresentação está a cargo da psicóloga Sofia Loureiro, responsável pelo projecto.

A noite, a partir das 21h30, está reservada para a apresentação do romance “Anagramas de Varsóvia” ao público em geral, numa sessão que será conduzida por Celeste Simão, professora e vereadora na Câmara de Abrantes.

Nascido em 1956 em Roslyn Heights, um subúrbio de Nova Iorque, Richard Zimler é formado em religião comparada e possui um mestrado em jornalismo, área em que trabalhou durante oito anos, nos EUA.

Em 1990 foi viver para o Porto, onde dá aulas de jornalismo, primeiro na Escola Superior de Jornalismo e depois na Universidade do Porto. Tem actualmente dupla nacionalidade, americana e portuguesa.

Raquel Vargas, como a imagem “centro juvenil de Rio Maior”, foi a vencedora do concurso “viver a diversidade em fotografia” que foi promovido centro local de apoio à integração de imigrantes (CLAII) de Rio Maior.

Do lote de 44 fotografias a concurso, o júri decidiu atribuir o segundo lugar a Micaela Marta e o terceiro a Rita Marques, tendo ainda decidido distinguir Cidália Rosa, Cláudia Pereira, Hélder Alegria e Vânia Abreu com menções honrosas.

O júri foi composto por Sara Fragoso, vereadora na Câmara de Rio Maior, pelo fotógrafo António Feliciano, e pelo pintor Luis Fernandes.

Os trabalhos vão ficar patentes na biblioteca municipal Laureano Santos a partir do dia 16 de Abril, dia em que serão atribuídos os prémios aos vencedores, os diplomas às menções honrosas e certificados de participação aos demais concorrentes.

Mais artigos...

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

politeama rainhadaneve

PUB

Quem está Online?

Temos 641 visitantes e 0 membros em linha