PUB

chamusca ilha

PUB

reino natal

A edição de 2012 do Festival Internacional de Tunas do Instituto Politécnico de Santarém (FITUIPS) realiza-se no próximo dia 21 de Abril, a partir das 21h00, no Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA).

Esta será a sétima edição do FITUIPS, um festival organizado pela Scalabituna - Tuna do Instituto Politécnico de Santarém, e conta com a participação da EUL - Estudantina Universitária de Lisboa, da TMUC - Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra, da TUIST - Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico e da Versus Tuna - Tuna Académica da Universidade do Algarve.

Os ingressos custam 3 euros para os estudantes e 5 euros para o público em geral.

A ocupação da Quinta da Torre Bela, uma herdade ribatejana, logo após a Revolução de 25 de Abril de 1974, volta esta quinta-feira ao cinema no documentário ‘Linha Vermelha’, de José Filipe Costa, que estreia em Lisboa, Porto, Coimbra e Azambuja, e será mostrado em sessões únicas em outras 15 cidades do país.

Inspirado no documentário original "Torre Bela", produzido em 1975 por um realizador alemão, "Linha Vermelha" valeu a José Filipe Costa o prémio de Melhor Longa Metragem Nacional no Festival Indie Lisboa 2011.

O filme faz-nos regressar a 1975, altura em que o alemão Thomas Harlan realiza o documentário Torre Bela, sobre a ocupação de uma grande herdade com o mesmo nome - logo após o 25 de Abril - grande parte da qual na área do concelho de Azambuja. Esse filme transformou-se num símbolo do período revolucionário português, com uma discussão acalorada sobre a quem pertence uma enxada da cooperativa, a ocupação do palácio, o encontro dos ocupantes com os militares em Lisboa e o processo de formação de uma nova comunidade.

37 anos depois, José Filipe Costa revisita esse filme emblemático, reencontrando os seus protagonistas e a equipa que o realizou. Ao longo da obra, o autor tenta responder a questões como a influência da presença da câmara sobre os acontecimentos, quem são hoje os protagonistas da altura, o que pensam sobre a ocupação e sobre o filme "Torre Bela" e que memória têm da herdade.

Linha Vermelha pode ser visto no cinema Atrium Azambuja, de 6ªfeira (13) a 2ªfeira (16) às 21h30, e no domingo também às 16h30.  (preço: € 3,00)

O cineasta Manuel de Oliveira vai ser homenageado pela Ordem dos Arquitectos (OA) no domingo, 15 de Abril, às 15 horas, data em que se assinala a inauguração da recém-criada delegação de Abrantes, a estrutura que sucede ao Núcleo do Médio Tejo desta ordem profissional.

A homenagem, na qual está prevista a presença do realizador, realiza-se no cine-teatro São Pedro, e terá uma mesa redonda com Manoel de Oliveira, João Belo Rodeia, presidente da AO, e com o arquitecto Nuno Portas.

No final do debate, será exibido o documentário “Oliveira, o Arquitecto”, da autoria de Paulo Rocha. Filmado na casa do realizador, em 1993, e contando com a sua participação, este documentário “é uma inspiração de vida para a profissão de arquitecto”, afirma Pedro Costa, o presidente da nova delegação.

Segundo o mesmo, esta iniciativa foi inspirada pela “proximidade entre o trabalho criativo do realizador e do arquitecto”, uma vez que ambos “traduzem aspectos estéticos, sensibilidades, gostos, visões do mundo e das cidades, construindo ambos memórias que perduram para as gerações vindouras”.

Com novas competências e novos desafios, a criação desta delegação tem como propósito descentralizar a estrutura directiva da OA, “criando uma escala de proximidade com os profissionais que operam no terreno e estruturando programas locais que valorizem a profissão e a função do arquitecto”, explica uma nota de imprensa desta associação.

A nova estrutura vê agora alargada a sua área de intervenção aos concelhos de Alter do Chão, Avis, Chamusca, Gavião, Golegã, Mora, Ponte de Sor, Sertã e Vila de Rei. A nível da direcção, Pedro Dias Costa é o presidente, Ricardo Cabrita o tesoureiro, Carlos Duque o secretário, e Sara Morgado a vogal suplente.

A sessão de homenagem a Manoel de Oliveira conta com as parcerias e apoios da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes do Instituto Politécnico de Tomar, no âmbito da licenciatura em “vídeo e cinema documental”, da Câmara de Abrantes e do clube de cinema Espalhafitas.

Mais artigos...

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

politeama rainhadaneve

PUB

Quem está Online?

Temos 755 visitantes e 0 membros em linha