PUB

chamusca covid continua

PUB

banner cms juntos

Denis, o cantor torrejano que venceu o concurso da RTP1 "Voz de Portugal 2012", vai lançar o seu álbum de estreia no próximo dia 24 de junho.

O primeiro single chama-se “It’s Killing Me” e já chegou às rádios nacionais.

Portugal conheceu Denis, o “concorrente rock” no programa que teve como mentor Rui Reininho, dos GNR.

O jovem revela que foi muito incentivado por amigos a entrar no concurso da televisão pública, e explica que escolheu o Rui Reininho porque sempre se identificou com o rock.

No programa, as músicas que interpretou foram sempre escolhidas pela produção e pelo mentor, já o vestuário era totalmente da responsabilidade da produção.

Na grande final do "Voz de Portugal", lembra-se do que lhe disse Rui Reininho: “as finais são para ganhar”.

Quando foi conhecida a votação final “foi uma explosão de emoções”, afirma Denis.

A Universal foi a editora que escolheu um produtor para acompanhar o processo de preparação do disco que agora está pronto a sair.

Denis explicou a Rede Regional que mostrou ao produtor as maquetes que já tinha da sua banda, os Art Rock, e do seu projeto a solo.

“Gostaram mais do projeto a solo”, e, como tal, o Denis Filipe dos bares passou a Denis da Universal Music.

A maioria dos temas do álbum de estreia são em inglês, apesar de dois serem interpretados em português.

“Será que o público vai gostar?”, interroga-se Denis, que espera agora as reações de quem compre ou ouça a sua música.

O artista de 30 anos, natural de Torres Novas, não esconde o peso que a televisão tem nestes processos, tanto no programa como agora, quando o disco sair, porque passa a ser mais conhecido.

A editora revela que “o álbum é contagiado pelos blues e abraçado pelo jazz, é de 2013 mas recorda os clássicos. É moderno, sim, mas com um magnífico selo de qualidade: é vintage”.

 

O primeiro single de Denis pode ser escutado aqui.

O espaço gastronómico "praça das freguesias" e o pavilhão de artesanato e atividades económicas, que esteve de regresso na edição de 2013, foram duas das zonas mais concorridas da centenária Feira de Maio da Azambuja, que terminou na terça-feira, dia 27, depois de cinco dias em que a festa brava e o convívio encheram as ruas da vila.

Apelidada como a mais castiça das festas ribatejanas, a feira atraiu largos milhares de visitantes a Azambuja, onde não faltaram atividades taurinas, largadas e mesas da bravura, animação popular, arraiais e fado vadio, e a participação dos campinos e das tertúlias.

Nas demonstrações das atividades de campo, os campinos e as suas montadas mostraram todo o seu saber na condução de cabrestos, e em provas de perícia individual.

Orlando Rocha Vicente, de 77 anos, foi o campino homenageado este ano por toda uma vida dedicada ao campo e à criação de gado bravo, mas também pela sua longa participação na Feira de Maio.

Não são só as várias dezenas de tertúlias que dão um colorido muito especial a esta festa, onde os próprios moradores particulares abrem as portas para viver a feira, pela noite dentro.

Como já é hábito, foram atribuídos prémios às janelas, fachadas, montras e largos engalanados.

O primeiro prémio para janelas e fachadas ornamentadas foi para a Santa Casa da Misericórdia de Azambuja, ao passo que nos largos, a ornamentação mais castiça foi atribuída a “Os Persistentes”, da Rua da Vala Real, e na categoria “montras”, a vitória foi atribuída à loja de confeções “A Caprichosa”.

A feira do livro de Tomar realiza-se este ano entre o dia mundial da criança e o dia de Portugal e de Camões, ou seja, de 1 a 10 de junho, no pavilhão municipal da cidade, espaço que já acolheu esta iniciativa o ano passado.

Além de milhares de obras das maiores editoras nacionais a preços bastante convidativos, o certame será marcado por várias atividades de animação ao longo da semana com a participação das escolas do concelho e lançamentos de livros e sessões de autógrafos com os respetivos autores.

Entre os nomes já confirmados, segundo uma nota de imprensa da Câmara de Tomar, estão o romancista Carlos Vale Ferraz (na tarde de 2 de Junho), o filósofo e ex-ministro da Cultura Manuel Maria Carrilho (dia 3), o jornalista e ficcionista António Esteves (dia 7) e o romancista Tiago Salazar (8 de Junho).

Do programa, destaque ainda para o lançamento da obra de estreia de Catarina Lino, uma autora tomarense que vai apresentar no dia 8 o seu primeiro livro de poesia, e para a apresentação dos vencedores do concurso “Contos na Rua dos Contos”, organizado pela Biblioteca Municipal de Tomar, e cujos trabalhos concorrentes estarão em exposição durante a Feira.

A feira do livro de Tomar vai ainda coincidir em parte dos dias com a semana da criança e do ambiente, que inclui uma grande festa para toda a família logo no dia 1, dia mundial da criança, e várias atividades lúdicas e educativas ao longo de toda a semana.

Mais artigos...

PUB

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

promo almeirim1

Quem está Online?

Temos 1000 visitantes e 0 membros em linha