A estreia mundial do espetáculo de dança "Sylphides", de Cecilia Bengolea e François Chaignaud, abre no dia 21 a terceira edição do Festival Materiais Diversos, que durante 10 dias apresentará 12 propostas artísticas em Minde, Alcanena e Torres Novas.

A edição de 2011 destaca-se pelo alargamento da programação, que se tem centrado nos espetáculos de dança, teatro e música, e que passa a abanger novas áreas artísticas, como a instalação e o cinema, além de encontros e conversas diárias entre artistas e público.

Entre os espetáculos agendados, que vão decorrer em vários locais da vila de Minde, no Cine Teatro S. Pedro, em Alcanena, e no Teatro Virgínia, em Torres Novas, contam-se, além do espetáculo dos dois coreógrafos franceses, o trabalho que está a ser desenvolvido por Martim Pedroso, que mergulha no universo de Raul Brandão para fazer uma crítica social acutilante.

Paralelamente, o festival promove encontros, como uma mesa retangular de discussão para programadores e criadores, sobre o tema “Programar em Tempo de Crise – novos paradigmas nas relações entre programadores e artistas” (dia 27), “chás às 5”, que “aconchegam conversas com os artistas do festival”, e terá atuações de DJ.