O programa “Promuseus 2019” da Direção Geral do Património Cultural (DGPC) aprovou duas candidaturas apresentadas pelo Museu Municipal Carlos Reis, em Torres Novas, num valor total que ronda os 24 mil euros, o que corresponde a cerca de 60% do investimento elegível.

Slide thumbnail

O museu torrejano, segundo uma nota de imprensa da autarquia, concorreu nas áreas “Acessibilidades e inclusão” e “Estudo, investigação e exposições”, com os projetos «Ponto acessível: Módulo de realidade aumentada para a maqueta da vila de Torres Novas em meados do século XVIII» e «Estudo sobre Carlos Reis».
O financiamento aprovado foi de 11,6 mil euros para o «Ponto acessível», e de 12,3 mil euros para o «Estudo sobre Carlos Reis».
Segundo a mesma nota, este “Programa de Apoio a Museus da Rede Portuguesa de Museus”, Promuseus, “é um instrumento de apoio financeiro para incentivar a qualificação dos museus portugueses, contribuir para a preservação do património cultural e melhorar a prestação de serviços ao público”.
Ao todo, foram aprovados 45 projetos em todo o país, num total de 640 mil euros, em que a sua concretização vai decorrer entre 2019 e 2020.