PUB

chamusca arripiado

PUB

insantarem

A associação de defesa do património EICEL 1920 tem um projeto para a instalação de um museu mineiro na secção de trituração da antiga fábrica de briquetes da Mina do Espadanal, em Rio Maior.

Slide thumbnail

“Este espaço, que esteve durante várias décadas ao abandono, tem sido objeto de ações de limpeza e restauro”, explica a EICEL 1920 em comunicado, onde acrescenta que “o contrato de comodato de uma parte do espaço assinado com Câmara de Rio Maior vai permitir a concretização de uma primeira fase de instalação deste museu, que vai ser dinamizado também com várias iniciativas culturais”.
Para além da recuperação do espaço físico, será criado um museu mineiro virtual, acrescenta a associação, que elegeu novos órgãos sociais e aprovou um novo plano de ação no início de agosto.
No que se refere às atividades, a EICEL 1920 vai assinalar as comemorações do centenário da empresa que explorou a mina do Espadanal, a Empresa Industrial, Carbonífera e Electrotécnica Limitada (EICEL), da qual adotou o nome.
A associação continuará também a editar anualmente o centenário jornal “O Riomaiorense”, e vai acompanhar o processo de classificação da antiga fábrica de briquetes da Mina do Espadanal como Imóvel de Interesse Público.
Este “processo deu recentemente um passo significativo em frente, com a aprovação na Assembleia da República do Projecto de Resolução n.º 2241/XIII/4.a, votada favoravelmente por todos os grupos parlamentares, e que recomenda ao Governo que adopte o procedimento necessário para a classificação do conjunto edificado composto pela fábrica de briquetes e plano inclinado da Mina do Espadanal, em Rio Maior”, acrescenta a EICEL 1920 no comunicado.

 



opticenter rodape2

 

PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

Quem está Online?

Temos 402 visitantes e 0 membros em linha