PUB

chamusca covid

PUB

cms pascoa

Os historiadores Fernando Rosas e Lia Ribeiro são os convidados de uma sessão evocativa das grandes lutas dos trabalhadores de 1962, que se realiza no dia 25 de Maio, às 21 horas, na Sociedade Filarmónica Alpiarcense 1º de Dezembro, em Alpiarça.

Com esta iniciativa, a comissão distrital do Bloco de Esquerda pretende assinalar os 50 anos das lutas de 1962, quando, em Maio, os trabalhadores dos campos do Ribatejo e Alentejo acabaram com o regime de trabalho de sol a sol e conquistaram a jornada de trabalho de oito horas.

“Lutando contra a fome, o desemprego, a completa ausência de apoios sociais, salários miseráveis, repressão e prisões, torturas e espancamentos, os trabalhadores assumiram a coragem e conseguiram a vitória”, assinala um comunicado do Bloco de Esquerda, lembrando que “esse extraordinário movimento de luta mobilizou cerca de 200 mil pessoas, com um importante papel da organização do PCP e de muitos antifascistas”, que marcaram o “ano de viragem na luta contra o fascismo”.

Para os organizadores do debate, “a submissão escrava que antes era imposta pelos latifundiários e pelo regime fascista, tenta agora impor o governo da troika”, impondo um “retrocesso social e anti-democrático de 50 anos”.



PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

rede regional banner doacao

PUB

Quem está Online?

Temos 836 visitantes e 0 membros em linha