app chamuscabanner festas coruche

Sociedade

festival bike

A 15ª edição do Festival Bike Portugal – Festival Internacional da Bicicleta, Equipamentos e Acessórios e Salão de Ciclismo Profissional, realiza-se este ano um pouco mais cedo que o habitual, de 7 a 9 de setembro, no Centro Nacional de Exposições, em Santarém, mantendo no entanto as principais características que transformam no mais importante certame do setor Espaço privilegiado para conhecer as novidades do mercado e um ponto de encontro para todos aqueles que de forma profissional, desportiva ou de lazer se encontram ligados a este ramo, o Festival Bike tem como objectivo realçar as marcas e as empresas nacionais e internacionais que operam nesta área.

Importadores, lojistas, distribuidores, organizadores de eventos, comunicação social, atletas profissionais e amadores, e muito público interessado, transformam o Festival Bike num evento único e incontornável.

Como habitualmente, o Festival Bike volta a contar com diversas atividades, proporcionando aos visitantes uma escolha ampla e variada de carácter lúdico e competitivo, da “14ª Maratona BTT”, ao “Campeonato Nacional de Dirt Jumping”, passando pelas demonstrações de “Bike Trial”, o “11º Mega Passeio de Cicloturismo”, o “3º Granfondo Festival Bike”, o “3º Passeio de Bicicletas Antigas”, o “7º Troféu da Juventude”, ou as provas de BMX, entre outras.

O Festival Bike Portugal será palco de sessões de autógrafos com algumas das grandes figuras do desporto nacional, assim como diversas apresentações relacionadas com a modalidade.

O Festival Bike abre portas na sexta-feira, 7 de setembro. Das 10h00 às 17h00 as entradas serão apenas para profissionais, podendo o público em geral visitar o certame entre das 17h00 às 20h00. Sábado, 8 de setembro, as portas estão abertas das 10h00 às 20h00 e no domingo, 9 de setembro, das 10h00 às 20h00.

As entradas custam 6 euros e as crianças até aos 11 anos (inclusive) não pagam.

tomaracidenteparkour

Os dois jovens que ficaram feridos ao cair de um telhado de um armazém em Tomar, enquanto praticavam uma atividade radical urbana chamada parkour, ainda se encontram hospitalizados, um deles ainda com prognóstico reservado.

A vítima que caiu desamparada no chão de uma altura de 10 metros foi transportada em estado muito grave para os hospitais da Universidade de Coimbra, com lesões a nível do crânio e perda de massa encefálica.

O amigo, cuja queda foi amortecida pelo facto de ter caído em cima de um monte de pneus, sofreu politraumatismos, tendo sido transportado para o Hospital de Abrantes, depois de socorrido no local.

O acidente ocorreu na noite de domingo, 12 de agosto, no armazém de pneus José Lourenço, na zona industrial de Tomar, quando os dois jovens caíram após uma chapa de acrílico do telhado não ter suportado o seu peso.

Como o alarme da empresa disparou, o encarregado do armazém deslocou-se às instalações e deparou-se com as vítimas caídas no chão, tendo acionado os meios de socorro.

Inicialmente, o caso começou por ser investigado como uma tentativa de assalto que correu mal, mas a GNR sustenta tratar-se de um acidente ocorrido enquanto os jovens praticavam parkour, um desporto radical que consiste em ultrapassar os mais variados obstáculos urbanos, sempre em movimento.

gnrfotoutilcarroepistola

A Operação “Migrante 2018”, montada pelo Comando Territorial de Santarém da GNR em Fátima para garantir a segurança durante a tradicional peregrinação dos emigrantes e familiares ao santuário da cidade, decorreu sem o registo de qualquer incidente grave.

Em jeito de balanço das ocorrências registadas este domingo, 12 de agosto, a GNR identificou apenas duas pessoas por peditório ilegal no interior do santuário e três por venda ilegal de artigos religiosos, tendo ainda localizado uma menor perdida, que foi entregue aos pais, e três visitantes também perdidos, que foram encaminhados para os respetivos autocarros.

A nível do trânsito, ocorreu apenas um acidente de viação, sem feridos e apenas com danos materiais, não se registando também congestionamentos na circulação, apesar do número de carros que acorreu a Fátima ter sido elevado.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis