chamusca carmen theomicromineiro slide

Sociedade

espaco cidadao manique

O novo “Espaço do Cidadão” de Manique do Intendente, no concelho de Azambuja, é inaugurado esta sexta-feira, 21 de abril, pelas 16h30, nas instalações da Junta da União de Freguesias de Manique do Intendente, Vila Nova de S. Pedro e Maçussa, situadas na Praça dos Imperadores, em complemento com a respetiva secretaria.

A cerimónia contará com as presenças do presidente da Câmara Municipal de Azambuja, Luís de Sousa, e da Secretária de Estado da Justiça, Dra. Anabela Pedroso, que inaugurarão oficialmente este novo espaço de serviços administrativos que pretende fomentar um atendimento de proximidade, contribuindo para a desburocratização e poupança de tempo, em alinhamento com as políticas de modernização administrativa em curso.

O espaço estará aberto a todos os munícipes do “Alto Concelho” de Azambuja e também das povoações vizinhas, que podem, assim, resolver vários assuntos relacionados com a Administração Central e com a Câmara Municipal de Azambuja, sem ser necessário deslocarem-se à sede do município.

No Espaço do Cidadão são prestados serviços relacionados com o IEFP – Instituto do Emprego e da Formação Profissional; CGA - Caixa Geral de Aposentações; ADSE – Direção Geral de Proteção Social aos Funcionários e Agentes da Administração Pública, DGC - Direção Geral do Consumidor; AMA - Agência para a Modernização Administrativa; DGLAB - Direção Geral dos Livros, dos Arquivos e das Bibliotecas; AT - Autoridade Tributária e Aduaneira; ACT - Autoridade para as Condições do Trabalho; IGAC - Inspeção Geral da Atividades Culturais; IMT, I.P. – Instituto da Mobilidade e Transportes, Instituto Público; ISS – Instituto de Segurança Social; SEF – Serviço de Estrangeiros e Fronteiras; IHRU – Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana; e SPMS – Serviços Partilhados Ministério da Saúde.

O serviço funciona todos os dias úteis entre as 9h00 e as 16h30, com interrupção de almoço das 12h30 às 14h00.

santaremalcanhoesandrejulgamento

O Tribunal de Santarem começou a julgar um homem que está acusado de ter abusado sexualmente de um deficiente motor de 66 anos, cujas pernas foram amputadas devido a problemas de saúde.

O arguido, de 40 anos, vai responder por um crime de violação e optou por não prestar declarações ao coletivo de juízes na primeira sessão do julgamento, que decorreu esta quinta-feira, 20 de abril, à porta fechada.

A audiência, que se realizou com quatro horas de atraso, terminou ainda antes da inquirição da primeira testemunha, que será a própria vítima neste processo.

O caso remonta a Junho de 2016, quando o arguido entrou à socapa na casa onde a vítima reside sozinha, em Alcanhões, no concelho de Santarém.

Aproveitando-se do facto do homem não se conseguir defender nem fugir, o suspeito terá consumado a violação até ser surpreendido por uma vizinha, que alertou os familiares da vítima.

Segundo o despacho de acusação do Ministério Público (MP), a que a Rede Regional teve acesso, os abusos duraram mais de uma hora, sem que o deficiente tivesse como se defender do ímpeto do agressor, que era seu vizinho.

O arguido é um desempregado com problemas graves de alcoolismo, tem cadastro criminal e é bastante conhecido na vila por provocar brigas e desacatos.

Está em prisão preventiva desde a sua detenção.

Notícias relacionadas

Alcoólico acusado de violar deficiente vai a julgamento

Suspeito de violar deficiente em prisão preventiva

gnr idosos

O Comando Distrital de Santarém da GNR revelou esta terça-feira, 18 de abril, os resultados do “Censos Sénior” 2017, realizado ao longo do mês de março nos 21 concelhos do distrito de Santarém, com o objetivo de identificar a população idosa que vive sozinha e/ou isolada.

O estudo deste ano, que atualizou os registos das edições anteriores e identificou novas situações, detetou que 1.642 vivem sozinhos, 271 vivem isolados, e 215 vivem sozinhos e isolados.

Os números de 2017 apontam para um acréscimo de mais 50 casos que em 2016, ano em que os militares sinalizaram um total de 2.078 situações de idosos nestas condições

Além destes números, os militares identificaram ainda outras 68 situações que não se enquadram nas situações anteriores, mas em situação de vulnerabilidade fruto de limitações físicas e/ou psicológicas.

Durante a operação foram ainda realizadas diversas ações de sensibilização para que esta população adote comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco de se tornarem vítimas de crimes, com especial enfoque na divulgação de conselhos de segurança relativamente à entrada em circulação no dia de hoje, 4 de abril, da nova nota de 50 euros, da série “Europa”.

As situações de maior vulnerabilidade foram reportadas às entidades competentes, sobretudo de apoio social, no sentido de fazer o seu acompanhamento futuro.

"A GNR continuará, ao longo do ano, a acompanhar os idosos sinalizados, através de visitas regulares às suas residências, no sentido de realizar mais ações de sensibilização e fazer uma avaliação da sua segurança", refere uma nota de imprensa do comando de Santarém.

Conheça os números concelho a concelho:

gnr censos2017

Balonismo em Coruche - Fotos João Dinis