chamusca bibliotecatecfresh2018 slide

Sociedade

gnr algemas

Duas dezenas e meia de pessoas foram detidas na semana de 1 a 7 de outubro na área do Comando Territorial de Santarém da GNR, a maioria (9) por condução sob o efeito do álcool.

A GNR deteve ainda 7 pessoas por tráfico de estupefacientes, 3 por condução sem habilitação legal, uma por homicídio, outra por furto e uma última por caça ilegal.

Destaque ainda para a apreensão de 63 doses de haxixe, 3 armas de fogo, 118 munições de diversos calibres 1arma de alarme transformada, 2 armas brancas, 6 viaturas, 2 motociclos, 16 telemóveis, 5 computadores, 4máquinas de fortuna ou azar e 58 mil euros em numerário.

Em termos de fiscalização rodoviária, a GNR de Santarém detetou 293 infrações, entre as quaos 20 por falta de inspeção periódica obrigatória, 18 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório, 17 por excesso de álcool e 14 por excesso de velocidade.

Na semana que passou registaram-se 87 acidentes de viação, de que resultaram 3 feridos graves e 36 feridos leves.

alpiarcavinhosformacao

A Casa Museu dos Patudos, em Alpiarça, vai acolher um curso de vinhos de nível I no próximo sábado, dia 13 de outubro, numa iniciativa enopedagógica promovida pela Comissão Vitivinícola Regional do Tejo (CVR Tejo).

A formação pretende “ensinar como se faz uma prova vínica, por um lado, e dar a conhecer os néctares de produtores da região, por outro”, explica uma nota de imprensa dos Vinhos do Tejo, acrescentando que o curso vai ser ministrado pelo enólogo Mário Louro.

A formação estende-se da sala de provas à mesa, estando programado um almoço no restaurante Cavalo do Sorraia (integrado na Reserva Natural do Cavalo de Sorraia, em Alpiarça), e uma visita guiada à Casa dos Patudos.

As inscrições são limitadas, pelo que os interessados em participar devem contatar a CVR Tejo através dos telefones 243 309 403 ou 966 205 783, ou pelo e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. .

salvaterramarinhaisvitorinoneves

Vitorino Neves, o principal suspeito pelo homicídio de João Calado após o jogo de futebol entre o Benfica e o Porto, em Marinhais, concelho de Salvaterra de Magos, vai aguardar julgamento em prisão preventiva.

O arguido, de 54 anos, foi ouvido durante a tarde desta terça-feira, 9 de outubro, em primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Santarém, de onde saiu acusado de um crime de homicídio qualificado e sujeito à medida de coação mais gravosa.

Recorde-se que Vitorino Neves foi detido na sequência de uma discussão sobre futebol que redundou na morte de João Calado, que foi esfaqueado com uma navalha no passado domingo, à porta do Café Tonito, na Rua do Mercado de Marinhais.

As cerimónias fúnebres da vítima mortal, de 56 anos, estão marcadas para a tarde de quarta-feira, 10 de outubro, a partir das 16 horas, em Santana do Mato, concelho de Coruche, aldeia de onde era natural e onde reside parte da sua família.

Notícias relacionadas:

Suspeito de homicídio em Marinhais vai ser presente no Tribunal de Santarém

Discussão fútil sobre futebol redunda em homicídio

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis