chamusca carmen theobanner-cortes-e-lendas

Sociedade

salinas estacionamento

As salinas de Rio Maior, um dos ex-libris turísticos deste concelho do distrito de Santarém, terão em breve um novo parque de estacionamento com uma área de 1300 metros quadrados e capacidade para várias dezenas de viaturas ligeiras e autocarros.

As obras já começaram num terreno cedido temporária e gratuitamente por uma munícipe, por um prazo de 5 anos, através de protocolo recentemente assinado com a autarquia de Rio Maior.

“Cabe agora à Câmara Municipal de Rio Maior dotar o espaço das condições necessárias para a sua utilização pelo público, através de intervenção a realizar no mais curto de espaço de tempo possível, proporcionando aos muitos autocarros que, durante todo o Verão trazem turistas de diversos pontos do país e estrangeiro para visitar o ex libris do concelho, melhores condições de estacionamento de forma ordenada e segura”, afirma a autarquia em comunicado.

alpiarcaGNRpostonewfoto

A GNR de Alpiarça deteve em flagrante delito um homem que estava a tentar assaltar um estabelecimento comercial na vila, no sábado, 15 de abril.

Após um alerta dado por populares de que um indivíduo estaria a danificar a montra, os militares acorreram ao local e apanharam o suspeito, de 39 anos.

A patrulha, segundo um comunicado de imprensa do Comando Territorial de Santarém, apreendeu-lhe um martelo, uma chave de fendas, uma aparelhagem com duas colunas laterais, um par de luvas e uma faca.

O homem foi constituído arguido e sujeito a termo de identidade e residência.

santaremvagadeassaltossergio

As zonas rurais perto da cidade de Santarém e nas freguesias do concelho têm sido alvo de uma verdadeira vaga de assaltos, nas últimas semanas.

Os ladrões têm escolhido casas de campo e segundas habitações relativamente isoladas, ocupadas pelos proprietários apenas nas férias ou fins-de-semana, e têm feito uma verdadeira razia, como se fossem uma empresa especializada em mudanças.

Pela calada da noite, levam televisores e material eletrónico, mobiliário de grande porte, eletrodomésticos e outros objetos difíceis de retirar do interior.

Os lesados queixam-se da falta de segurança fora do meio urbano e exigem mais atenção às autoridades.

Residente em Sintra, Sérgio Gonçalves tem vindo a recuperar aos poucos uma antiga casa de família em Corredoura, a cerca de 10 quilómetros de Santarém.

Numa semana, foi assaltado duas vezes.

Para além dos 1.000 euros de prejuízo pelo arrombamento do portão e de duas portas novas, levaram-lhe, sem que os vizinhos dessem por nada, um frigorífico, a mesa da cozinha e um sofá da sala.

“Há um grande sentimento de insegurança, até porque, ao fazer queixa às autoridades, percebemos que eles não têm meios para combater estes crimes”, disse à Rede Regional Sérgio Gonçalves, confessando que pondera já vender a habitação.

“O tempo e o dinheiro que tenho aqui investido está a desaparecer no nada, e eu sinto-me revoltado com isto”, desabafou.

Entre os dias 1 de março e 9 de abril, a PSP de Santarém contabilizou sete furtos em residência com arrombamento.

A polícia já conseguiu apanhar um suspeito, um homem de 28 anos, residente em Benavente, e recuperar parte do recheio de uma casa assaltada.

A GNR, que tem uma área de patrulhamento significativamente maior, não respondeu ao pedido de informações feito pela Rede Regional.

Na semana passada, o Destacamento Territorial de Santarém efetuou buscas a acampamentos em Santarém, Almeirim, Alpiarça e Coruche, tendo recuperado uma grande quantidade de material que se supõe ser proveniente desta onda de assaltos.

Balonismo em Coruche - Fotos João Dinis