app chamuscamicromineiro slide

Sociedade

jose escada

JOSÉ ESCADA DIAS ESTEVE 28 DIAS EM COMO E FICOU COM LESÕES PERMANENTES

O jovem de 25 anos acusado de agredir brutalmente um homem, de 47 anos, junto à entrada do Bar da Música, no edifício do quartel dos Bombeiros Municipais de Alpiarça, foi condenado a 7 anos de prisão e a pagar 210 mil euros de indemnização ao ofendido.

A decisão foi proferida no dia 7 de Junho de 2018, no Juízo Central Criminal de Santarém, tendo o acórdão julgado procedente a acusação deduzida pelo Ministério Publico no DIAP de Santarém, e condenado o arguido pela prática de um crime de ofensa à integridade física grave qualificada sobre José Escada Dias, de 48 anos, que esteve 28 dias em coma e ficou com danos cognitivos permanentes, vivendo hoje completamente dependente da família.

Os factos ocorreram há quase três anos, no dia 1 de Agosto de 2015, entre as 20h00 e as 22h41 à entrada do Bar da Música, no edifício do quartel dos Bombeiros Municipais de Alpiarça.

Segundo a Procuradoria da Comarca de Santarém, "nessa ocasião, o arguido, a pretexto de uma desinteligência com o assistente acerca de danos causados por este no veículo do primeiro, desferiu murros na sua face, levando-o a cair ao solo e pontapeando-o na zona da cabeça, pelo menos duas vezes, quando o assistente já se encontrava por terra".

A decisão considera ainda que as lesões cerebrais sofridas pelo assistente, "como consequência direta e necessária da conduta do arguido, foram pericialmente consideradas aptas a causar-lhe a morte, que só não ocorreu porque foi socorrido em tempo útil, e a afetar-lhe gravemente as suas faculdades cognitivas e emocionais".

O tribunal coletivo deu como provado que o arguido agiu por motivo gratuito, evidenciando os factos que praticou um profundo desprezo pelos valores da integridade física e da vida alheia.

O arguido foi também condenado a pagar à vítima a quantia de duzentos e dez mil euros, a título de danos patrimoniais futuros e de danos não patrimoniais.

Foi igualmente condenado no pagamento de cerca de 26 mil euros ao Centro Hospitalar de Lisboa Central EPE, valor correspondente às despesas com os tratamentos médicos e hospitalares prestados ao assistente.

O acórdão ainda não transitou em julgado.

psp escudo

Uma mulher, de 57 anos, foi detida pela PSP de Torres Novas por injúrias e tentativa de agressão a um agente da autoridade.

Este foi um dos casos de maior destaque nas últimas horas na região, em que a polícia deteve um total de seis pessoas.

Em Torres Novas, foram também detidos um homem, de 59 anos de idade, em virtude de ter sido fiscalizado durante o exercício da condução e ao efetuar o teste de alcoolemia acusar uma taxa de 1,70 gramas por litro no sangue, e um jovem, de 17 anos, fiscalizado durante o exercício da condução e se ter verificado não ser titular de habilitação legal par o efeito.

Foram ainda detidos três homens (um em Torres Novas, um em Tomar e outro em Santarém) que tinham contra si mandados de detenção e condução para comparência no tribunal.

No âmbito da atividade das Brigadas de Proteção Animal (BRIPA), foi efetuada uma fiscalização a animais potencialmente perigosos tendo sido detetadas 4 infrações, e elaborados autos de notícia por contraordenação.

PSP fiscalizou mais de 2 mil viaturas nas últimas 72 horas

psp transito

Nas últimas 72 horas, a PSP fiscalizou e controlou por radar mais de 2 mil viaturas na área do Comando Distrital de Polícia de Santarém.

Segundo a polícia, das 2.113 viaturas controladas, 49 seguiam em excesso de velocidade, tendo ainda sido feitos 119 testes de verificação de alcoolemia no sangue e elaboradas 9 contraordenações por falta de inspeção, 2 por falta de seguro, 1 por uso indevido de telemóvel, 4 por falta de utilização ou inexistência de dispositivo de retenção, além de 47 outras infrações diversas detetadas.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis