app chamuscamicromineiro slide

Sociedade

desmatacao

Santarém é o distrito do país com maior número de autos de contraordenação por falta de limpeza de mato instaurados antes de 31 de maio, com um total de 401 autos por incumprimento das faixas de gestão de combustível florestal.

Viseu (171), Leiria (162), Coimbra (157), Portalegre (147), Aveiro (139), Vila Real (116) e Guarda (110), ficaram nos lugares seguintes, ainda assim a grande distância de Santarém.

Da leitura destes dados, avançados á agência Lusa por fonte da GNR, fica também a saber-se que desde o início do ano, a GNR procedeu ao levantamento de 1.946 autos de contraordenação dirigidos aos proprietários, arrendatários, usufrutuários ou entidades que, a qualquer título, detenham terrenos confinantes a edifícios inseridos em espaços rurais.

De acordo com a mesma fonte, dos quase dois mil autos, 389 autos referem-se a infrações nos aglomerados populacionais inseridos ou confinantes com espaços florestais, e 371 autos dizem respeito ao incumprimento dos critérios definidos na lei para proceder à gestão de combustível nas superfícies.

A Lusa avança ainda que 31 dos 1.946 autos de contraordenação foram entretanto levantados.

Recorde-se que o prazo para que não fossem aplicadas coimas por falta de limpeza de terrenos terminou em 31 de maio, estando a GNR a dar seguimento, desde 1 de junho, aos autos de contraordenação levantados, multando os infratores, com coimas que podem variar entre 280 euros e 10.000 euros, no caso de pessoa singular, e entre 3.000 euros e 120.000 euros, no caso de pessoas coletivas.

almeirimtapadaincendiocaixote

Duas viaturas sofreram danos materiais na sequência de um incêndio num caixote do lixo na Tapada, concelho de Almeirim, durante a madrugada desta terça-feira, 12 de junho.

O alerta para a situação foi dado pelas 3h30 pela viatura do INEM dos Bombeiros Voluntários de Almeirim, que ia a passar na Estrada Nacional 114 e apercebeu-se que um contentor estava já em chamas e a deitar bastante fumo numa rua paralela.

O carro ligeiro que estava estacionado à esquerda do caixote registou com danos avultados na dianteira, ao passo que a viatura de mercadorias que estava parada do outro lado ficou com o espelho e alguns plásticos derretidos devido ao calor.

Segundo a Rede Regional apurou junto da GNR, que esteve no local, o incêndio terá sido provocado por brasas ou outro tipo de material incandescente deitado inadvertidamente para dentro do caixote do lixo.

A Polícia Judiciária foi contatada mas, uma vez que não há suspeitas de fogo posto, não se deslocou ao local, estando a investigação do sinistro a cargo da GNR de Almeirim.

O fogo foi extinto pelos Bombeiros de Almeirim, que enviaram ao local sete elementos, apoiados por duas viaturas.

crematorio almeirim

O projeto do futuro Crematório de Almeirim, a instalar no cemitério municipal, já esta finalizado. A garantia é do presidente da Câmara de Almeirim, Pedro Ribeiro, que refere que "agora é tempo de tratar de questões administrativas para lançar o concurso em julho".

A obra terá um valor base de cerca de 450 mil euros e, de acordo com o autarca, "se tudo decorrer dentro do que é normal", a construção começa no inicio de 2019.

"Este será um equipamento que após a sua conclusão será gerido pela Junta de Freguesia de Almeirim, que é quem também já gere o cemitério da cidade", explica Pedro Ribeiro, lembrando que estes equipamentos "têm de estar sempre junto aos cemitérios".

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis