chamusca princepezinhocms banner carnaval

santaremjulgamentoviolacaoprima

Um jovem de 21 anos foi condenado a uma pena efetiva de cinco anos e três meses de prisão por ter violado uma prima de 15 anos em Maio deste ano, numa freguesia do concelho do Cartaxo.

O tribunal de Santarém considerou o arguido culpado de um crime de violação agravado sobre esta menor, e ainda outro de importunação sexual, cometido na pessoa de uma outra prima, da mesma idade, com quem também tentou manter relações sexuais.

No acórdão, o coletivo de juízes considera ter ficado provado que o arguido perseguiu as menores com o intuito declarado de satisfazer os seus instintos libidinosos, apesar do jovem ter sustentado durante o julgamento que as relações sexuais com a prima foram consentidas.

O crime ocorreu a 30 de maio, na casa onde residiam todos os envolvidos, que são de nacionalidade angolana.

Segundo o acórdão, a que Rede Regional teve acesso, o violador impôs a sua superioridade física e puxou a vítima para o seu quarto, onde a agrediu na cabeça e a despiu, forçando-a a ter relações sexuais conta a sua vontade.

Na sequência do crime, a vítima esteve internada durante cinco dias no Hospital de Santarém, tendo o arguido sido colocado em prisão preventiva.

O jovem foi ainda condenado a pagar uma indemnização cível de 1.467 euros a esta unidade hospitalar e, por decisão do coletivo de juízes, vai continuar em prisão preventiva mesmo que interponha recurso deste acórdão.

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves