chamusca pinoquiomicromineiro slide

pj pc

A Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica da Polícia Judiciária deteve, em flagrante delito, na cidade de Santarém, um indivíduo, de 49 anos de idade, por suspeita de extorsão sexual, por meio informático.

A investigação, iniciada em julho de 2018, teve origem numa denúncia apresentada pela vítima, uma mulher de 56 anos, que conheceu o indivíduo através de um site de encontros.

"No âmbito das conversações estabelecidas e após o envolvimento emocional da vítima, esta acabou por lhe enviar fotografias suas, de natureza íntima. Já na posse das fotografias, o indivíduo passou a exigir várias quantias monetárias à vítima, sob pena de as divulgar junto dos seus familiares e amigos", relata a PJ, acrescentando que, em oito meses, a vítima ter-lhe-á entregue mais de 15 mil euros.

O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial, para efeitos de aplicação de medida de coação.

Em comunicado, a Polícia Judiciária revela e alerta para o aumento significativo de queixas por crimes de devassa da vida privada e de extorsão associados ao uso das redes sociais na Internet, pelo que aconselha que a respetiva utilização não envolva a exposição íntima e sexual dos seus utilizadores e apela à respetiva consciencialização, na medida que este tipo de comportamento é suscetível de causar danos irreparáveis na vida privada e/ou profissional dos mesmos.

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves