chamusca bibliotecatecfresh2018 slide

santaremtejomorteesloveno

A PSP de Santarém está a investigar as circunstâncias que rodeiam a morte de um cidadão esloveno, encontrado já cadáver na margem do rio Tejo, junto a um pilar da Ponte D. Luís, na Ribeira de Santarém, pelas 11h40 deste sábado, 14 de julho.

O homem tem 26 anos, é de nacionalidade eslovena e esteve na sexta-feira à noite na PSP de Santarém, onde se terá dirigido por causa de documentos extraviados, segundo apurou a Rede Regional junto de fonte oficial do Comando de Polícia de Santarém.

Na esquadra, a vítima terá explicado aos agentes que o atenderam que era um caminhante guiado por Deus e que seguia os caminhos que a fé lhe indicava, tendo ficado a descansar durante um período antes de seguir viagem.

O corpo foi encontrado por praticantes de canoagem na margem, perto da água, junto a um dos pilares da Ponte D. Luís, que liga os concelhos de Santarém e Almeirim.

Aquando do alerta, os bombeiros, que enviaram ao local 14 elementos apoiados por seis viaturas, mobilizaram vários meios aquáticos para um possível resgate do leito do rio, mas que acabaram por não ser necessários.

O óbito foi declarado no local pela equipa médica da VMER de Santarém, e o corpo foi recolhido para o Instituto de Medicina Legal, onde será realizada a autópsia para determinar as causas da morte.

As autoridades acreditam que o homem terá morrido ao cair do tabuleiro da Ponte D. Luís, de uma altura que ronda os 20 metros, mas essa hipótese ainda terá que ser confirmada.

A PSP de Santarém comunicou o caso à Embaixada da Eslovénia em Portugal, no sentido de entrar em contato com algum familiar da vítima.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis