banner jogos veraomicromineiro slide

ctt abrantes

ATUALIZADA ÀS 17h15

A mulher, de 40 anos, carteira de profissão, detida pela GNR esta quinta-feira, dia 14, suspeita dos crimes de peculato, violação de correspondência e burla informática e nas comunicações, vai ficar a aguardar julgamento em liberdade, estando apenas obrigada a fazer apresentações periódicas no posto da sua área de residência.

segundo a GNR, a funcionária dos CTT, residente na localidade de Valada, concelho do Cartaxo, é suspeita de ter lesando 15 vitimas em cerca de 10 mil euros, e foi ouvida em primeiro interrogatório judicial no tribunal de Santarém.

A arguida ter-se-á apoderado de correspondência que continha no seu interior cartões bancários que eram da titularidade de residentes da localidade de Salvaterra de Magos, suspeitando-se igualmente que tenha utilizado os referidos cartões (de instituições bancárias e cartões Universo, utilizados no Grupo Sonae) para proceder ao levantamento de quantias monetárias.

Segundo a Procuradoria da Comarca de Santarém, a suspeita partiu “da análise de várias denúncias relativas a situações de utilização abusiva de cartões de crédito ocorridas na área geográfica de Coruche e Salvaterra de Magos”.

Na investigação, a cargo do Núcleo de Investigação Criminal de Coruche da Guarda Nacional Republicana e centralizada na secção do DIAP de Benavente, foram feitas várias diligências, que culminaram no cumprimento de mandados de detenção em que a suspeita foi detida.

 

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis