chamusca ehtoiromicromineiro slide

nabao poluicao

As câmaras de Tomar e de Ourém comprometeram-se a identificar, nos próximos 30 dias, todos os pontos da rede pública que possam estar a descarregar para o rio Nabão.

A revelação foi feita pela presidente da Câmara de Tomar, Anabela Freitas, que num balanço da reunião realizada na segunda-feira com o município de Ourém e a Agência Portuguesa do Ambiente para a definição de uma estratégia de atuação que trave os episódios de poluição no Nabão, afirmou à agência Lusa que é necessário descartar se existe ou não alguma infraestrutura pública a causar algum foco de poluição no rio.

A autarca adiantou que serão analisadas estações de tratamento de águas residuais (ETAR), mas também a possibilidade de haver águas pluviais a drenar para os sistemas de saneamento, que, em carga, acabam por drenar para o rio, o que, a acontecer, obrigará a um investimento na separação das redes.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis