chamusca bibliotecatecfresh2018 slide

tejo-ponte

Santarém foi o segundo distrito do país com maior número de ocorrências relacionadas com o mau tempo, com um total de124, distribuídas pelos 21 concelhos.

Segundo uma fonte da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC)l, citada pela agência Lusa, desde as 00h00 de sexta-feira, registaram-se em todo o país 1.353 ocorrências, a maior parte em Lisboa (216), seguindo-se Santarém e Porto (116).

O maior número de situações deveu-se a inundações (414) e a quedas de árvores (302). A última noite e madrugada acabaram por ser mais calmas do que se esperava, não se registando nenhuma situação de relevo.

Recorde-se que devido à forte agitação marítima, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IMPA) colocou sob aviso vermelho toda a costa litoral portuguesa até às 15h00 de hoje e até às 18h00 junto aos distritos de Leiria, Lisboa, Setúbal e Beja, onde estão previstas ondas de sudoeste com sete a oito metros, podendo atingir 14 metros de altura máxima.

O IPMA colocou também sob aviso laranja 10 distritos de Portugal continental até às 9h00 de segunda-feira devido à agitação marítima (são os distritos que têm ligação ao mar) e até 21h00 de hoje devido ao vento. Os restantes distritos do continente, incluindo Santarém, estão sob aviso amarelo.

Para hoje, o IPMA prevê céu geralmente muito nublado, com abertas a partir da tarde na região Sul, e uma pequena descida da temperatura. Estão também previstos períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes e de granizo, em especial nas regiões norte e centro até ao início da tarde, tornando-se pouco frequentes na região Sul a partir do meio da tarde.

Nível das águas a descer

Num balanço feito às 11h30 deste domingo, 11 de março, o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém, deu conta que durante o dia de hoje regista-se decréscimo nos caudais lançados, que tem originado uma ligeira descida no nível hidrométrico da bacia do Tejo.

Na bacia hidrográfica do Sorraia, as barragens de Maranhão e Montargil continuam com capacidade de encaixe, não havendo qualquer descarga feita pelas mesmas.

No entanto, a estabilização dos Caudais do Rio Tejo, não se pode ainda considerar como um desagravamento da situação de cheias, mantendo-se todas as recomendações já efetuadas.

Às 11h30, a situação era a seguinte:

Município de Coruche

• Caminho Municipal – 1445 Rebolo»Biscaínho – Submersa

• Caminho Municipal 1427 Amieira»Raposeira – Submersa

• E.M. 590 – Couço»Santa Justa - Submersa

• Caminho Agrícola E.N. 114»E.N. 251 - Submersa

Município de Golegã

• E.M. 1 – Estrada dos Lázaros– Submersa

• E.N.365 Pombalinho / Vale Figueira – Submersa

Município de Santarém

• Ponte dos Alcaides – Almajões – Submersa

• Ponte da Vala de Calhariz

• CM 1348 de Ribeira de Santarém / Vale Figueira – Submersa

Município de Constância

• Submersão parcial do parque de estacionamento junto ao Rio Zêzere.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis