app chamuscamicromineiro slide

corte transito-damelia

A falta de informação técnica rigorosa sobre o atual estado dos pilares da Ponte Rainha D. Amélia, que liga os concelhos de Cartaxo e Salvaterra de Magos, levou as duas autarquias a decidirem suspender totalmente o trânsito rodoviário naquela travessia do Rio Tejo ao início da noite deste sábado, 10 de março.

A confirmação foi dada à Rede Regional pelo presidente da Câmara do Cartaxo, Pedro Magalhães Ribeiro, que explicou que se trata de uma medida preventiva mas que se vai manter até se conhecerem as conclusões do relatório encomendado pelas Infraestruturas de Portugal (IP).

“Devido às correntes, caudais e ventos fortes que se fazem sentir por causa da tempestade que assola o Nosso País, e por não conhecermos ainda o relatório técnico sobre o estado dos pilares da ponte, decidimos condicionar a situação”, explicou Pedro Ribeiro ao nosso jornal

O autarca garante que se trata de “uma medida preventiva”, tomada para “salvaguardar” qualquer eventualidade que possa ocorrer devido ao agravamento previsto das condições atmosféricas, com ocorrência de ventos fortes, resultantes da tempestade “Félix”, e revela que foi “uma decisão conjunta” com a Câmara de Salvaterra de Magos e o seu presidente Hélder Esménio.

O presidente da Câmara do Cartaxo disse ainda à Rede Regional que não sabe quando será conhecido o relatório sobre o estado dos pilares, mas diz ter informações da Infraestruturas de Portugal, responsável pela ponte, que será “para muito breve”.

Além das duas autarquias e da IP, a situação da ponte está também a ser acompanhada pelo Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém e da GNR.

Recorde-se que a 14 de fevereiro, as duas autarquias tinham já imposto limitações à circulação a 30 km/h e a veículos até 3,5 Ton, em resultado das recomendações preliminares oriundas da Infraestruturas de Portugal.

 

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis