chamusca pinoquiomicromineiro slide

prostituicaofotoutil

Uma mega operação do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) levou ao desmantelamento de uma rede que explorava cerca de 20 casas de prostituição em todo o país, no âmbito de uma investigação ainda em curso, relacionada com crimes como tráfico de seres humanos para exploração sexual, auxílio à imigração ilegal, lenocínio e branqueamento de capitais.

Dando cumprimento à execução de 24 mandados judiciais, o SEF realizou buscas domiciliárias em Santarém, Caldas da Rainha, Cadaval, Leiria, Ourém, Nazaré, Évora, Quarteira e Faro.

A operação, que decorreu durante todo o dia de quarta-feira, 21 de fevereiro, culminou na detenção de três suspeitos, dois portugueses e um estrangeiro, com idades entre os 30 e os 60 anos.

Esta rede seria liderada por uma mulher, de nacionalidade estrangeira, que geria cerca de 20 espaços onde era fomentada a prostituição de mulheres obrigadas a praticar sexo sem preservativo, mantidas em cativeiro, e até espancadas e violadas.

O SEF apreendeu prova dos crimes praticados, uma elevada quantidade de ouro numa das casas, centenas de milhares de euros em cheques passados ao portador, duas viaturas de alta cilindrada, extratos bancários, agendas, material informático, e documentação que relaciona os suspeitos com a atividade criminosa.

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves