chamusca apptagus

almeirimmadureirabatata01

Como não consegue vender a produção por um preço justo que lhe pague sequer o trabalho, um produtor agrícola de Almeirim está a oferecer 800 toneladas de batata à população.

 

O produto está a ser descarregado num terreno junto à zona industrial da cidade, a palavra está a espalhar-se, e são cada vez mais os almeirinenses que acorrem ao local para aproveitar esta oferta.

 

“Está aqui disponível para quem quiser vir buscar. As pessoas que venham cá e não vão comprar aos preços a que está a ser vendida aí nos supermercados”, disse à Rede Regional António José Madureira, o empresário que está em protesto contra o esmagamento dos preços exercido por parte da grande distribuição, num ano muito produtivo em termos agrícolas, e em que a oferta excede largamente a procura.

 

Recorde-se que, há cerca de duas semanas, vários produtores de Salvaterra de Magos deixaram batatas nos parques de estacionamento dos supermercados da vila, em protesto contra o preço a que a grande distribuição compra o produto aos agricultores.

 

almeirimmadureirabatata02António José Madureira, que trabalhava apenas para mercados europeus, queixa-se também de ter sido impedido de colocar o seu produto para exportação, por falta de certificação.

 

Segundo o mesmo, o Ministério da Agricultura descobriu recentemente que uma das empresas que garantia a certificação, afinal, não está habilitada para o fazer, e ainda não conseguiu resolver o problema aos empresários agrícolas.

 

Ainda sem ter as contas todas feitas, António José Madureira estima um prejuízo na ordem dos 150 mil euros, só no que se refere à batata.

 

Em Almeirim, os populares que vão acorrem ao terreno dizem-se solidários com o grito de revolta do agricultor, e, sobretudo, agradecem o gesto e a generosidade.

 

XTerra Golegã - Fotos Carlos Simões