chamusca appmicromineiro slide

O Tribunal de Santarém condenou o padrasto de uma criança de 10 anos à pena única de 13 anos de prisão, pela prática de 150 crimes de abuso sexual de criança agravado.

Segundo a Procuradoria da Comarca de Santarém, o tribunal deu como provado que o arguido, durante 3 anos consecutivos, aproveitando o facto de se encontrar sozinho em casa com a enteada, praticou com ela atos de natureza sexual, pelo menos, em 150 ocasiões distintas. Esta conduta teve início no segundo semestre de 2012 e verificava-se, em média, pelo menos, uma vez por semana.

A investigação foi dirigida pelo Ministério Público do DIAP de Santarém, coadjuvado pela Polícia Judiciária.

O acórdão condenatório ainda não transitou em julgado mas o arguido encontra-se sujeito à medida de coação de prisão preventiva.

XTerra Golegã - Fotos Carlos Simões