chamusca appfestival bike2017

santaremFNA2017apresentacao

Com os “Cereais de Portugal” como tema central, a 54º edição da Feira Nacional da Agricultura espera receber no Cnema, em Santarém, entre os dias 10 e 18 de junho, cerca de 200 mil visitantes, entre os quais cerca de 40 mil profissionais do sector.

“Os cereais que produzimos, sobretudo o trigo e o milho, são fundamentais para a agricultura portuguesa, e a feira é o espaço privilegiado para discutirmos não só esta questão, mas também outras que lhe estão associadas e que têm todo o interesse para os agricultores portugueses”, explicou à Rede Regional o secretário-geral da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), Luís Mira, à margem da conferência de imprensa de apresentação do certame, que decorreu esta segunda-feira, 15 de maio.

Para assinalar a importância do tema, o largo José Manuel Casqueiro, na entrada principal do Cnema, será decorado com várias culturas de cereais.

Sobre o número de visitantes que vão passar pela feira durante os nove dias do evento, o responsável não escondeu que gostaria de atingir os números de 2016 – cerca de 200 mil visitantes contados nos torniquetes das bilheteiras – mas salientou que “este é um número que não pode continuar a crescer ano após ano”.

“Mais do que ter grandes enchentes, queremos garantir que o público que vem à feira tenha todas as condições para a visitar com qualidade, e com muita gente isso torna-se impossível”, disse Luís Mira.

Neste sentido, nos últimos anos, o Cnema tem investido em criar condições de comodidade e de bem-estar, tanto para o público, como para os profissionais que estão em permanência na feira.

Este ano, a organização vai colocar mais zonas de sombreamento junto aos restaurantes e na zona de exposição da maquinaria agrícola, e construir uma nova zona de estacionamento que aumenta para 1.200 lugares a capacidade do parque, que se mantém gratuito e com uma área reservada a expositores.

Na conferência de imprensa, Luís Mira sublinhou ainda que há “alternativas viáveis” para quem quiser evitar deslocar-se de carro.

A CP oferece 30% de desconto nas viagens de comboio a quem apresentar o ingresso para a feira, e há tansfer’s contínuos entre a estação ferroviária da Ribeira de Santarém e o Cnema, bem como a partir do Campo Emílio Infante da Câmara, em Santarém.

Numa vertente mais ligada ao sector agrícola, o responsável destacou também as “Conversas de Agricultura”, um conjunto de 30 seminários e colóquios técnicos que vão contar com a presença de especialistas reconhecidos a nível nacional e internacional, responsáveis políticos, eurodeputados, organizações de agricultores europeias e técnicos estrangeiros, entre outros.

Em 2016, estes debates reuniram perto de 6.000 pessoas, sublinhou o secretário-geral da CAP.

Tal como já tinha sido anunciado, David Antunes, Richie Campbell, Ana Moura e Ana Carolina são os nomes mais sonantes do cartaz de espetáculos musicais.

Este ano, e como surpresa, a organização anunciou um espetáculo de fogo-de-artifício coordenado com a última música que a brasileira Ana Carolina cantar, e que marcará o encerramento da 54º edição da Feira Nacional da Agricultura / 64ª Feira do Ribatejo.

Operações de busca e resgate aquático - Fotos João Dinis