chamusca appmicromineiro slide

santaremCarlosPaixaoMorte

Carlos Paixão, um bancário bastante conhecido em Santarém, morreu na manhã desta quinta-feira, 11 de maio, na sequência de um acidente de viação ocorrido na Estrada Nacional 251, entre Mora e Pavia, no distrito de Évora.

A vítima mortal, de 57 anos, ex-funcionário da Caixa Geral de Depósitos na pré-reforma, viajava num automóvel conduzido por um amigo, José Luís Dionísio, residente na Ribeira de Santarém, que sofreu ferimentos muito graves, tendo acabado por ser transportado num helicóptero do INEM para um hospital em Lisboa.

O carro em que seguiam esteve envolvido numa colisão frontal que ocorreu próximo da povoação de Foros de Mora, com outra viatura conduzida por uma mulher de 29 anos, que também sofreu ferimentos e necessitou de receber tratamento hospitalar, em Évora.

Carlos Paixão, que era natural da freguesia de Amiais de Baixo e trabalhou algum tempo nos Bombeiros Municipais de Santarém, deixa esposa e duas filhas maiores, desconhecendo-se para já a data e hora das cerimónias fúnebres.

O alerta para o acidente foi dado às 8h29, e as operações de socorro envolveram 16 operacionais dos Bombeiros Voluntários de Mora, apoiados por sete viaturas, a GNR e o INEM.

XTerra Golegã - Fotos Carlos Simões