chamusca apptagus

gnr idosos

O Comando Distrital de Santarém da GNR revelou esta terça-feira, 18 de abril, os resultados do “Censos Sénior” 2017, realizado ao longo do mês de março nos 21 concelhos do distrito de Santarém, com o objetivo de identificar a população idosa que vive sozinha e/ou isolada.

O estudo deste ano, que atualizou os registos das edições anteriores e identificou novas situações, detetou que 1.642 vivem sozinhos, 271 vivem isolados, e 215 vivem sozinhos e isolados.

Os números de 2017 apontam para um acréscimo de mais 50 casos que em 2016, ano em que os militares sinalizaram um total de 2.078 situações de idosos nestas condições

Além destes números, os militares identificaram ainda outras 68 situações que não se enquadram nas situações anteriores, mas em situação de vulnerabilidade fruto de limitações físicas e/ou psicológicas.

Durante a operação foram ainda realizadas diversas ações de sensibilização para que esta população adote comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco de se tornarem vítimas de crimes, com especial enfoque na divulgação de conselhos de segurança relativamente à entrada em circulação no dia de hoje, 4 de abril, da nova nota de 50 euros, da série “Europa”.

As situações de maior vulnerabilidade foram reportadas às entidades competentes, sobretudo de apoio social, no sentido de fazer o seu acompanhamento futuro.

"A GNR continuará, ao longo do ano, a acompanhar os idosos sinalizados, através de visitas regulares às suas residências, no sentido de realizar mais ações de sensibilização e fazer uma avaliação da sua segurança", refere uma nota de imprensa do comando de Santarém.

Conheça os números concelho a concelho:

gnr censos2017

XTerra Golegã - Fotos Carlos Simões