chamusca ascensao2017fna2017

Um homem, residente em Amiais de Baixo, no concelho de Santarém, suspeito da prática de violência doméstica, foi presente esta segunda-feira, 13 de março, a primeiro interrogatório judicial., tendo ficado em prisão preventiva.

Segundo a Procuradoria do Tribunal de Santarém, o homem é suspeito de, "motivado por ciúmes, ter agredido e ameaçado de morte a ex-mulher e o atual companheiro desta, por vezes em frente dos filhos menores das vítimas/da vítima e do detido".

Na sequência de promoção do Ministério Público, o juiz de Instrução Criminal decidiu aplicar ao arguido a medida de coação de prisão preventiva. No entanto, após verificação dos pressupostos legais e aferição da distância entre a casa do arguido e a da vítima, esta medida poderá vir a substituída por obrigação de permanência na habitação com vigilância electrónica.

O Ministério Público, que foi coadjuvado na investigação pelo Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Especificas (NIAVE) da GNR, considera que se verificam os perigos de continuação da atividade criminosa e de alarme social na aldeia onde residem arguido e vítima e também o perigo de perturbação do inquérito quanto à aquisição, conservação e veracidade da prova.

"Alguns dos factos de que cuja prática o arguido se mostra fortemente indiciado foram praticados no decurso da suspensão da provisória de um processo que corria termos na 1ª Secção do DIAP, por factos da mesma natureza praticados contra a sua ex-mulher, e que foi entretanto revogada", refere ainda a Procuradoria.

Balonismo em Coruche - Fotos João Dinis