chamusca appTecfresh17

alpiarcaGNRmedicodetido

Um médico de clínica geral foi detido por suspeitas do crime de usurpação de funções, uma vez que exercia a atividade de dentista sem licença num consultório ilegal, em Alpiarça.

O clínico, A. Alves Dias, foi apanhado numa operação conjunta da GNR de Alpiarça e do Gabinete de Intervenção contra o Exercício Ilegal da Profissão da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), que na tarde desta sexta-feira, 16 de dezembro, confirmaram no local que o suspeito dava consultas dentárias sem cédula profissional para exercer esta especialidade.

Segundo a Rede Regional conseguiu apurar, Alves Dias é efetivamente médico de clínica geral e familiar na Unidade de Saúde Almeida Garret, em Santarém, e dá também consultas nas Póvoa de Santarém e no Vale de Santarém.

Clandestinamente, ao que tudo indica, mantinha um consultório dentário aberto em Alpiarça há mais de 20 anos, onde não lhe faltava clientela, segundo a Rede Regional confirmou no local.

À chegada da GNR, vários clientes com consulta marcada tiveram que sair do imóvel, não ficando propriamente agradados com a situação.

O detido cobrava preços abaixo dos praticados pela classe e não passava fatura nem tinha tabela de preços afixada, segundo explicou à Rede Regional fonte do Comando de Santarém da GNR, que acrescentou que esta fiscalização partiu de uma denuncia anónima, a que se seguiu uma investigação desenvolvida pela GNR de Alpiarça junto de várias entidades do foro médico e fiscal.

Dentro do consultório, que não cumpria os requisitos mínimos exigidos pela Entidade Reguladora da Saúde, os militares encontrarm situações graves de insalubridades e falta de higiene, como é o caso de falta de equipamentos de esterilização e desinfeção de equipamentos.

Entre outras irregularidades, as autoridades detetaram que o clínico não tinha licença para uso de equipamento radiológico, nem cumpria as normas obrigatórias a nível de material para reciclagem, como é o caso de seringas e outros objetos de recolha de resíduos biológicos.

Os militares saíram do consultório com uma grande quantidade de material apreendido, entre o qual estarão medicamentos fora do prazo de validade.

Alves Dias tinha consultório dentário aberto no nº 35 da Rua Sacadura Cabral, em Alpiarça, há perto de 20 anos, segundo disse à Rede Regional a proprietária do imóvel, que se manifestou surpreendida pelo aparato que envolveu a detenção.

Segundo a mulher, que pediu reserva de identidade, o médico, que nunca lhe faltou com a renda, transmitiu-lhe há poucas semanas que ia abandonar o imóvel.

Futebol: Jogo Coruchense x Mondenense | Fotos: João Dinis