chamusca appelgalego natal2017

Saúde

santaremHospitalmedicamentos

Os trabalhadores da empresa de limpezas Foamy Sparkle, que presta serviço no Hospital de Santarém, emitiram um pré-aviso de greve para esta quinta-feira, dia 23 de novembro.

Em causa está incumprimento do pagamento dos vencimentos no dia legalmente exigido, a não entrega dos recibos de vencimento e a não aprovação do mapa de férias dos trabalhadores, segundo um comunicado do Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Sul e Regiões Autónomas (STFPSSRA).

“A empresa Foamy Sparkle demonstra uma completa falta de respeito e consideração pelos trabalhadores”, considera o STFPSSRA, que “espera uma forte adesão dos trabalhadores à greve decretada, pois estão em causa o direito ao salário, ao gozo de férias, o pagamento dos subsídios de férias e de natal”.

Os trabalhadores vão concentrar-se às 10 horas junto à entrada do Hospital de Santarém “para demonstrar o seu descontentamento”, adianta o sindicato.

vmer nova

O Hospital Distrital de Santarém e o Hospital de Abrantes, integrante do Centro Hospitalar do Médio Tejo, recebem esta quarta-feira, 22 de novembro, novas Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação (VMER).

As VMER são veículos de intervenção pré-hospitalar destinados ao transporte rápido de uma equipa médica ao local onde se encontra o doente. O seu principal objetivo consiste na estabilização pré-hospitalar e no acompanhamento médico durante o transporte de vítimas de acidente ou doença súbita em situações de emergência, assumindo um papel preponderante no apoio às populações.

As VMER atuam na dependência direta dos Centros de Orientação de Doentes Urgentes do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e têm base num hospital.

Com as alterações recentes na legislação, as VMER passam a ser propriedade dos hospitais a que estão afectos, que devem assegurar a sua manutenção, incluindo a contratação de seguros e estado de operacionalidade permanente.

A entrega será feita simbolicamente numa cerimónia que terá lugar no Hospital Fernando Fonseca, às 12h00, e que será presidida pelo Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes.

poluicao abrantes

O movimento ambientalista proTEJO, com sede em Vila Nova da Barquinha, exige medidas urgentes por parte da tutela em relação à poluição no rio Tejo e vai apresentar uma queixa-crimepelos danos ambientais e problemas de saúde pública causados pela referida poluição.

O movimento esteve reunido este domingo, 19 de novembro e, segundo seu porta-voz, Paulo Constantino, ficou decidido apresentar uma denúncia à Comissão Europeia, uma vez que o ministro do Ambiente português não dá resposta nem intervém com medidas eficazes para acabar com as descargas poluentes.

Citado pela agência Lusa, Paulo Constantino explicou que foi também decidido levar uma petição ao Parlamento Europeu e apresentar uma queixa-crime à Procuradoria-Geral da República por crime ambiental e grave problema de saúde pública por extrema poluição do Rio Tejo.

O proTEJO vai ainda pressionar a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) para que reveja imediatamente a licença de utilização de recursos hídricos da fábrica da Celtejo, em Vila Velha de Rodão, estipulando um nível de produção que não exceda a capacidade de processamento de efluentes da atual ETAR.

Futebol: Jogo Coruchense x Mondenense | Fotos: João Dinis