chamusca appmicromineiro slide

Saúde

alpiarcacentrosaude

O centro de saúde de Alpiarça tem uma nova médica de família, que entrou em funções no passado dia 10 de abril para substituir de forma permanente a médica de nacionalidade cubana que garantiu este serviço nos últimos dois anos.

A população da vila reclamava há vários anos a colocação de mais clínicos no centro, tendo em conta as dificuldades em arranjar consultas ou garantir a prescrição de receitas médicas.

Segundo a Câmara de Alpiarça, existem, neste momento, quase 1.000 utentes sem médico de família atribuído, o que coloca o município numa situação menos grave do que outros concelhos vizinhos da Lezíria do Tejo.

“Tal situação não deixa de exigir a mobilização da Câmara, assumindo o sentido do sentimento da sua população e das estruturas que representam os utentes, para continuar a ser mantida a exigência ao Governo e Ministério da Saúde da colocação de mais um médico que garanta a cobertura a todos os alpiarcenses”, explica a autarquia em comunicado.

Para atendimento dos utentes que ainda não têm médico de família atribuído, estão a ser realizadas consultas de reforço às quartas-feiras à tarde e às quintas de manhã.

santaremrededomedicamento

A Câmara de Santarém vai celebrar um protocolo de colaboração com a Associação Dignitude, entidade responsável pelo desenvolvimento, operacionalização e gestão do “Programa abem: Rede Solidária do Medicamento”.

Este programa visa garantir o acesso aos medicamentos em ambulatório a qualquer cidadão que se encontre numa situação de carência económica, e que não possa adquirir os medicamentos comparticipados que lhe sejam prescritos por receita médica.

Para a implementação da rede do medicamento, o município vai dar um contributo financeiro de 100 euros por cada beneficiário identificado, registado e validado pelo Programa abem.

Este programa é o primeiro projeto de impacto nacional dinamizado pela Associação Dignitude, da qual a Cáritas Portuguesa é cofundadora e que tem como missão acabar com a discriminação no acesso ao medicamento.

Segundo os números mais recentes, 22,8% dos portugueses não compram os medicamentos que lhes são prescritos por dificuldades económicas.

diabetes caminhada

Os utentes da Consulta da Diabetes e Obesidade, do Hospital de Dia da Diabetes, familiares e amigos, juntaram-se no dia 1 de Abril, numa caminhada que percorreu algumas ruas da cidade de Tomar até à Mata dos Sete Montes.

Uma iniciativa alargada à comunidade, organizada pelo Grupo de atividade física do Hospital de Dia da Diabetes do Centro Hospitalar do Médio Tejo e que terminou com a partilha de um lanche saudável, no ambiente verde da Mata dos Sete Montes.

A atividade reflete a dinâmica e o entusiamo dos que partilham a vivência da Unidade da Diabetes e Obesidade, aproximando os utentes aos profissionais de saúde e a toda a população.

XTerra Golegã - Fotos Carlos Simões