chamusca bibliotecatecfresh2018 slide

Saúde

torresnovasformacaobebes

“Gestos que Salvam Vidas” é o nome do projeto que vai promover a realização de três cursos de suporte básico de vida pediátrico, desenvolvido em parceria entre o Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) e a Secção Regional do Sul da Ordem dos Enfermeiros.

Esta formação, que se realiza pela primeira vez, é especialmente dirigia para pais, educadores, professores ou cuidadores de menores, “promovendo a aquisição de competências em manobras de suporte básico de vida, que podem ser utilizadas em casos de afogamento ou engasgamento de crianças”, explica uma nota de imprensa do CHMT.

As ações formativas vão decorrer nos dias 18 de Agosto, das 9h30 às 13 horas, 5 de setembro, das 17 às 20h30, e dia 22 de setembro, das 09h30 às 13 horas, na unidade hospitalar de Torres Novas.

As inscrições podem ser efetuadas através do e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. , na urgência pediátrica, ou no ambulatório de pediatria do hospitalar de Torres Novas.

Os cursos são gratuito, sendo contudo obrigatória a inscrição prévia, e cada sessão tem uma lotação máxima de 40 participantes.

cancro pele rastreio

O Grupo de Apoio de Santarém da Liga Portuguesa Contra o Cancro realiza no dia 11 de agosto, sábado, das 10h00 às 17h00,uma ação de diagnóstico precoce de cancro de pele.

Segundo a organização, a iniciativa enquadra-se no âmbito das actividades regulares desenvolvidas pelo grupo de apoio, ao nível da prevenção secundária.

Para poder realizar este diagnóstico, que é gratuito, deve inscrever-se através dos números de telefone 243 332 643 ou de telemóvel 915 999 901, onde poderá também obter outras informações.

Para participar tem de ter pelo menos um dos seguintes requisitos: mais de 50 anos ou historial de cancro da pele na família, fototipo baixo (pele clara, olhos azuis/verdes e cabelos claros), ou mais de 50 sinais.

Carlos Ferreira foi nomeado esta segunda-feira, 30 de julho, como novo diretor executivo do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Lezíria, substituindo no cargo Diana Leiria. A nomeação terá efeito pelo período de 3 anos.

Licenciado em Psicologia, com estágio profissional efetuado no (ex) Centro de Higiene Mental de Santarém, com especialização nas áreas de clínica e de psicopedagogia, Carlos Ferreira já exerceu os cargos de Diretor de Serviços de Administração Geral da Administração Regional de Saúde de Santarém; Coordenador da Sub-Região de Saúde de Santarém e Diretor Executivo do Agrupamento de Centros de Saúde "Lezíria I - Ribatejo", entretanto extinto.

Desde 2013, coordena e chefia o serviços do ACES Lezíria, nomeadamente os que integram os gabinetes de "Informática, Sistemas de Informação, Planeamento, Apoio à Contratualização e Gestão de Recursos Humanos/Vencimentos".

Recorde-se que Carlos Ferreira deixou a direção do ACES Ribatejo no final de 2012, num processo que deixou algumas dúvidas, com o próprio a considerar ter sido alvo de um saneamento político.

Na altura da criação do ACES Lezíria, que viria a agrupar os centros de saúde ACES Ribatejo e Lezíria II (com excepção dos concelhos de Benavente e de Azambuja que passam a integrar o ACES do Estuário do Tejo, com sede em Alverca), esperava-se que Carlos Ferreira, que era visto pelos seus pares como pessoa competente, ficasse à frente do novo organismo, o que não viria a acontecer.

Situado na Lezíria do Tejo, o ACES Lezíria engloba nove concelhos (Almeirim, Alpiarça, Cartaxo, Chamusca, Coruche, Golegã, Rio Maior, Salvaterra de Magos e Santarém), num total de 73 freguesias, abrangendo uma área aproximada de 3.500 km2. Actualmente, presta cuidados de saúde primários a uma população de cerca de 200.000 utentes.

Tem 552 colaboradores, de diversos grupos profissionais, os quais se encontram a prestar funções em 24 Unidades Funcionais, sendo que cinco são Unidades de Cuidados de Saúde Personalizados, sete são Unidades de Cuidados na Comunidade e 10 são Unidades de Saúde Familiares. Tem, ainda, uma Unidade de Saúde Pública e uma Unidade de Recursos Assistenciais Partilhados.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis