app chamuscamicromineiro slide

Saúde

médico crianca

A Comissão Coordenadora Distrital de Santarém do Bloco de Esquerda denuncia o aumentou em mais de 10% do número de crianças em idade pediátrica que não têm médico de família.

Em comunicado, citando dados fornecidos pelo Ministério da Saúde ao Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda, o partido revela que, em menos de um ano, de maio de 2017 a fevereiro deste ano, "o número de crianças sem médico de família passou de 6.234 para 6.864, mais 630, nos dois agrupamentos de Centros de Saúde (da Lezíria e do Médio Tejo) que, praticamente, cobrem todo o distrito de Santarém".

"Esta situação é muito preocupante, pois o acompanhamento médico é essencial nesta fase precoce da vida", refere o comunicado do Bloco de Esquerda enviado à Rede Regional, que acrescenta que "o Governo pode e deve abrir já o concurso para a contratação de mais médicos de família", aproveitando as "centenas de médicos especialistas que acabaram a sua formação especializada em abril e aguardam a homologação das suas notas, algo que estará por dias".

receita medica2

Um médico, uma farmacêutica e o seu marido, a mulher respondendo no processo também em representação de uma farmácia, localizada na Chamusca, são suspeitos de terem lesado o Serviço Nacional de Saúde (SNS) em cerca de 657 mil euros com recurso a receitas forjadas.

O despacho de acusação do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) refere que em causa estão crimes de burla qualificada, corrupção e falsificação de documento, havendo a suspeita que 8.659 receitas terão sido forjadas.

Segundo a agência Lusa, que avança a notícia, o Ministério Público pede ainda que o médico e a farmacêutica sejam condenados na pena acessória de interdição do exercício da função pública.

Os factos remontam ao período entre setembro de 2010 e dezembro de 2013 e, segundo a Lusa, a farmacêutica e marido aliciaram o clínico – que aceitou - a emitir receitas médicas forjadas com prescrição de medicamentos que lhe indicassem, que estes posteriormente processariam simulando o seu aviamento na farmácia, receitas que o médico emitiria no âmbito da sua atividade no setor privado – sobretudo em lares - e em instituição pública do SNS, concretamente no hospital de Caldas da Rainha.

Os arguidos pediam depois a comparticipação do SNS no seu pagamento, em regra entre os 69% e os 100%”.

O julgamento deverá iniciar-se quarta-feira, 2 de maio, às 9h30, no tribunal de Leiria.

santaremmedicosfamiliacongresso

A Associação dos Médicos Internos da Lezíria de Medicina Geral e Familiar (AMIL MGF) está a organizar o seu “IV Encontro de Internos de Medicina Geral e Familiar da Lezíria”, que se realiza nos próximos dias 8 e 9 de Junho, no Santarém Hotel.

Este ano, o tema do encontro, que já conquistou um carácter importante no panorama científico regional, será a saúde do idoso, com o lema “Dar Vida aos Anos e não Anos à Vida”.

A iniciativa visa “sobretudo o enriquecimento científico na área da saúde, dando especial atenção aos desafios com que se deparam os internos de especialidade e médicos especialistas no dia a dia da atividade clínica”, explica uma nota de imprensa da AMIL MGF.

Esta associação foi criada em Setembro de 2015 por internos das diferentes unidades do ACES Lezíria com o intuito de dinamizar pontos de contato, sejam eles de carácter formativo ou social, e é atualmente presidida pelo médico João Soares Ferreira, interno do 4º ano na USF São Domingos.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis