chamusca ensaiobambu

Saúde

santaremINcluirprojeto

O Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental do Hospital de Santarém apresentou publicamente o projeto “INcluir: Oficinas para todos e para cada um”, numa sessão realizada no W Shopping.

Contando com apoio da Fundação EDP, o projeto visa a criação de “oficinas artísticas, proporcionando um ambiente de criatividade, partilha, crescimento pessoal, mediado pela arte, através da aquisição de competências técnicas da pintura, escultura e desenho”, segundo explica uma nota de imprensa da Câmara de Santarém.

O projeto tem como principais destinatários pessoas com doença mental, seniores e adultos, em risco de exclusão social e cidadãos da comunidade com vulnerabilidades a este nível mas sem acompanhamento pelo hospital, explicaram os responsáveis durante a apresentação.

Com duração inicial de um ano, o “INcluir” prevê a realização de oficinas artísticas in door, em espaços públicos ou comerciais (outdoor), a elaboração de um livro de BD pelos participantes, a realização de duas exposições em espaços públicos, a organização das primeiras jornadas “Arte & Inclusão”, e a participação no projeto “In.Str”, promovido pela autarquia scalabitana.

O projeto foi apresentado por José Josué, presidente do Conselho de Administração do Hospital Distrital de Santarém e por Paula Pinheiro, diretora do Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental, numa cerimónia onde estiveram presentes Susana Pita Soares, vice-presidente da Câmara de Santarém, Paula Domingos, em representação da Direção Nacional do Programa para a Saúde Mental, e Rui Rosa, diretor do W-Shopping.

O “INcluir” tem como parceiros a Câmara de Santarém, a Santa Casa da Misericórdia de Santarém, o Instituto Politécnico de Santarém, o Centro Cultural Regional de Santarém e o W Shopping.

santaremhospitalentrada

O Hospital de Torres Novas vai ceder duas salas ao Hospital de Santarém para a realização de cirurgias, enquanto os blocos operatórios da unidade da capital de distrito estiverem em obras.

As obras, que vão decorrer no bloco operatório central e bloco de partos, deverão começar em janeiro de 2017, tendo já sido lançados os concursos públicos, e estar concluídas no final do ano que vem.

Segundo declarações do presidente do Conselho de Administração à Lusa, "neste momento o Hospital de Santarém tem ao seu dispor uma unidade de internamento com 28 camas no Hospital de Torres Novas, para utilizar de acordo com as suas necessidades".

José Josué explicou também que a atividade operatória em Santarém está a ser garantida por dois blocos temporários para cirurgia programada e por três salas de cirurgia de ambulatório de que o hospital dispõe.

A partir do início de 2017, o Hospital de Santarém "contará com mais duas salas operatórias que está a equipar no hospital de Torres Novas e que utilizará até à abertura dos novos blocos operatórios", acrescentou José Josué.

Os projetos, com um valor base de 5,5 milhões de euros, são totalmente suportados por fundos do próprio hospital, e incluem a requalificação e ampliação de quatro para cinco salas do bloco operatório central, permitindo um aumento de 25% da capacidade instalada.

raiox

IMAGEM ILUSTRATIVA

A Santa Casa da Misericórdia do Entroncamento adquiriu um novo equipamento de raio-X, para o Hospital São João Baptista, situado naquela cidade. O equipamento vai ficar instalado no Serviço de Imagiologia, que reabre esta sexta-feira, 2 de dezembro.

Este investimento, não só ao nível do novo equipamento, como da renovação da sala de exames, vem trazer um aumento substancial na qualidade do serviço prestado.

O novo equipamento de raio-X é composto por uma mesa com movimento automático, que vem facilitar a mobilidade do utente, tem igualmente um sistema compacto teto/chão de alta qualidade e um sistema de radiografia geral com um avançado gerador de alta frequência que produz imagens de alto contraste.

O Serviço de Imagiologia estará em funcionamento de segunda-feira a domingo, entre as 9 horas e as 21 horas.

Desert Challenge 2017