chamusca appelgalego natal2017

Saúde

medico

A Câmara de Azambuja confirmou hoje a entrada ao serviço, na próxima segunda-feira, 13 de novembro, de 3 novos médicos, que aumentarão a qualidade dos cuidados médicos no concelho.

Dos 3 novos clínicos, um ficará a tempo inteiro em Azambuja. Os restantes dois prestarão serviço, todo o dia, às terças, quintas e sextas-feiras em Aveiras de Cima, e às segundas e quartas-feiras em Alcoentre.

Esta colocação vem ao encontro das reivindicações manifestadas pelo município de Azambuja de há largos meses a esta parte. Acreditando que, a partir desta medida, a carência de cuidados saúde será minimizada nos próximos tempos, a autarquia continuará atenta à situação da assistência médica em toda a área do concelho, para que ela chegue efetivamente a toda a população.

torresnovasCMHToncologia

“Cuidar em oncologia - um desafio” foi o tema das primeiras jornadas do Hospital de Dia de Oncologia do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), que tiveram lugar no passado dia 3 de novembro, na biblioteca municipal de Torres Novas.

Esta iniciativa, segundo uma nota de imprensa do CHMT, teve como “principal objetivo de refletir sobre a vivência e o dia-a-dia deste serviço, dos profissionais de saúde e, sobretudo, dos doentes e seus cuidadores e familiares”.

Dos trabalhos, destaque para o debate sobre a temática “cuidar do doente oncológico em hospital de dia”, onde foram apresentadas algumas novas abordagens terapêuticas por Isabel Pazos, oncologista no IPO Coimbra e no CHMT, e para a intervenção “Cuidar do Doente em Quimioterapia”, por Ana Severina, enfermeira do HDO do CHMT.

Nestas jornadas, a nutricionista Salomé Vieira falou sobre “a importância da alimentação no doente oncológico” e Tiago Neves, urologista do CHMT apresentou o tema “impacto da doença oncológica na sexualidade”.

Ainda durante a manhã, segundo a mesma nota, foi apresentado o painel “repercussões de boas práticas em Pneumo-oncologia”, com moderação de Nuno Bonito, Oncologista IPO-Coimbra e do CHMT, tendo a comunicação “Garantir a qualidade dos cuidados: uma necessidade” sido o tema que iniciou os trabalhos no período da tarde, com a moderação de Margarida Carmo, enfermeira coordenadora do departamento de urgência do CHMT.

poluicao nov2017

Ambientalistas, políticos e movimentos cívicos continuam a denunciar a continua e progressiva poluição no rio Tejo, onde as descargas e a mortandade de milhares de peixes continuam a fazer parte do dia a dia de um rio fundamental para a agricultura e abastecimento das populações de vários concelhos, a maior parte no distrito de Santarém.

Na quinta-feira, 2 de outubro, o Movimento pelo Tejo exigiu ao Governo medidas que permitam impedir a continuação da poluição do rio Tejo, tendo denunciado a mortandade de milhares de peixes" na zona de Vila Velha de Ródão, Castelo Branco.

"À poluição que chega de Espanha acrescem as contínuas descargas poluentes das celuloses de Vila Velha de Ródão que se acumulam até à barragem do Fratel", pode ler-se na mesma nota, assinada por Paulo Constantino e José Moura, porta-vozes do protejo, citados pela agência Lusa.

Esta interpelação junta-se a outras denúncias do PSD e CDS, que esta semana questionaram também o Ministério do Ambiente sobre este assunto.

Futebol: Jogo Coruchense x Mondenense | Fotos: João Dinis