chamusca natalmicromineiro slide

Saúde

hospital abrantes

As obras de requalificação, modernização e expansão do Serviço de Urgências Médico-Cirúrgicas no Hospital de Abrantes, arrancam na Primavera do próximo ano e vão custar 2,1 milhões de euros.

A garantia foi dada esta terça-feira, 13 de novembro, pelo presidente do conselho de administração doCentro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), Carlos Andrade, durante uma visita aos trabalhos da nova sala de observação clínica e da abertura do novo Hospital de Dia de Medicina Interna da unidade hospitalar de Abrantes.

O responsável justificou o arranque da obra, já várias vezes anunciado e não cumprido, com complexidades de ordem técnica no projeto de intervenção, tendo, no entanto, assegurado que está tudo finalmente concluído e em fase de começar a preparar o caderno de encargos.

entroncamentodiabetes

A Unidade de Saúde Familiar (USF) Locomotiva, no Entroncamento, vai assinalar o dia mundial da diabetes a 14 de novembro, com a realização da caminhada e corrida “diabetes e família – seja saudável”, entre as 20h15m e as 21h30m, com concentração junto ao pavilhão desportivo municipal.

A iniciativa, que se insere no programa desportivo “Night Runners”, permite que os participantes optem pela caminhada ou pela corrida, num percurso de 6 a 8 quilómetros, dentro do concelho do Entroncamento.

Também no âmbito das comemorações do dia mundial da diabetes, o pavilhão desportivo municipal do Entroncamento vai receber uma manhã de jogos tradicionais de grupo, destinados sobretudo a famílias, no dia 17 de novembro.

As comemorações visam “chamar a atenção da população para esta doença, que em todo o mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), afeta diretamente 250 milhões de pessoas diabéticas, e existam ainda 300 milhões com um risco elevado de a desenvolver.

riomaiorluispisco

A Unidade de Saúde Familiar (USF) Villa Romana, em Rio Maior, vai ser inaugurada na próxima segunda-feira, 12 de novembro, às 11 horas, numa cerimónia que vai contar com a presença do presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARS-LVT), Luís Pisco.

“Com um total de 7.196 utentes, a criação desta USF permite dar médico de família a 3.563 cidadãos”, explica uma nota de imprensa da ARS-LVT, que acrescenta que a nova USF é composta por quatro médicos, cinco enfermeiros e dois secretários clínicos, prestando cuidados de saúde “todos os dias úteis, entre as 8 e as 19 horas”.

Esta nova unidade, que está integrada no Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Lezíria, vai funcionar no edifício do Centro de Saúde de Rio Maior, em instalações que sofreram melhorias no valor de 61.500 euros.

No mesmo edifício, funcionam já uma Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP), a USF Salinas, uma Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC), o polo da Unidade de Saúde Pública (USP), além das valências Psicologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Cardiopneumologia, Radiologia e Medicina Dentária.

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves