chamusca pinoquiomicromineiro slide

tac tomar

O novo equipamento de Tomografia Axial Computorizada (TAC) instalado no Hospitalar de Tomar já está em funcionamento. Depois das parametrizações do equipamento e da formação aos profissionais que operam diretamente com este novo equipamento, estão já definidos os circuitos e procedimentos a adotar a partir desta segunda-feira, 1 de outubro.

Assim, todos os pedidos de TAC provenientes das Unidades Hospitalares de Torres Novas e de Tomar deverão, a partir de agora, ser encaminhadas para as instalações do Serviço de Imagiologia (TAC) em Tomar.  

Recorde-se que a instalação da Tomografia Axial Computorizada (TAC) na Unidade Hospitalar de Tomar foi feita no sentido de valorizar a atividade clínica e diversificar essa mesma atividade nas três unidades hospitalares do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), reforçando os serviços prestados aos cidadãos da região.

Este equipamento de TAC fará ainda exames de Tomografia Axial Computorizada prescritos pelo ACES Médio Tejo, reforçando assim os mecanismos de articulação entre os cuidados de saúde primários e os cuidados de saúde hospitalares, dando expressão à integração de cuidados por parte das instituições do Serviço Nacional de Saúde.

O presidente do Conselho de Administração do CHMT, Carlos Andrade Costa, considera “fundamental que o CHMT tenha meios próprios para a realização de exames de Tomografia Axial Computorizada, pois esta é a melhor forma de robustecer o Centro Hospitalar do Médio Tejo, dotando-o de mais e melhores equipamentos, mais modernos e inovadores e capazes de atrair jovens médicos”, afirmou acrescentando ser “este um equipamento que já deveria estar em funcionamento no CHMT há muitos anos atrás”.

Na altura da apresentação deste equipamento, o diretor do Serviço de Imagiologia, Isidoro Costa, sublinhou “o reforço muito importante para o Serviço de Imagiologia e a comodidade para os doentes que não terão de se deslocar para efetuar este exame e a motivação que representa para os recursos humanos internos”. Isidoro Costa manifestou, ainda, “a mais-valia de ter mais uma modalidade de diagnóstico própria do Serviço, dependente apenas de nós” fazendo votos que “este novo TAC possa, igualmente, servir para atrair mais médicos radiologistas para o CHMT”.

O custo total da instalação do equipamento de TAC na Unidade Hospitalar de Tomar ultrapassou os 200 mil euros, tendo em conta que para além do equipamento foi necessário proceder à requalificação das infra-estruturas do espaço onde o TAC está instalado, bem como todo o complexo processo de formação dos profissionais.

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves