banner chamusca portabanner25abril

micromineiro slidecoruche sabores-tasquinhas

A Estação Zootécnica Nacional (EZN), situada no Vale de Santarém, tem aprovados 20 projetos de investigação, com um cofinanciamento de perto de dois milhões de euros, que permitem retomar a dinâmica que fez deste polo referência na investigação em produção animal.

A notícia é da agência Lusa, que cita Olga Moreira, coordenadora do Polo de Santarém do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV), que recentemente recuperou o nome da EZN, pelo qual ainda é conhecido na região.

De acordo com a mesma fonte, investigadores da EZN estão a trabalhar em projetos como a utilização de larvas de mosca soldado negro para a valorização de resíduos da agricultura; a substituição de cereais por subprodutos das agroindústrias na formulação de dietas para a engorda de borregos e de bovinos produzindo carne de qualidade diferenciada, entre outros.

Frisando que estes projetos financiam a investigação mas não permitem investimentos estruturais, Olga Moreira referiu à Lusa a importância da recuperação das infraestruturas da Fonte Boa, só possível com um “projeto estruturante” como o Centro de Excelência para a Agricultura e a Agroindústria.

A EZN é a única infraestrutura do país vocacionada para a investigação e experimentação nas áreas de sistemas de produção, reprodução e melhoramento animal.

Cerimónia de Apresentação Santarém Cup 2018