chamusca bibliotecatecfresh2018 slide

hospital abrantes

O Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), que reúne os hospitais de Abrantes, Tomar e Torres Novas, abriu 33 camas suplementares e reforçou as equipas para dar resposta ao aumento da afluência nos serviços de urgência, onde há vários dias se regista um enorme congestionamento.

As 33 camas suplementares foram abertas nos serviços de medicina interna, uma medida integrada no plano de contingência para o frio e para a gripe.

Fonte oficial do CHMT disse à agência Lusa que entre os dias 1 e 4 de janeiro, os cinco serviços de urgência dos três espaços (básicas, pediátrica, médico cirúrgica e de obstetrícia-ginecologia) registaram um “fluxo grande” de pacientes, com “utentes em trânsito” nos corredores, instalados em macas e cadeiras.

A unidade hospitalar de Abrantes é a que tem atualmente "maior fluxo de utentes em trânsito, com muitos idosos de idade avançada, com infeções respiratórias e múltiplas patologias que requerem mais tempo de internamento", frisa a mesma fonte à Lusa.

 

NOTÍCIA RELACIONADA:

Mais de 15 mil atendimentos num mês nas urgências do Médio Tejo

 

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis