chamusca appelgalego natal2017

santaremredemedicamento

A Câmara Municipal de Santarém aderiu à “Rede Solidária do Medicamento”, um programa que tem como objetivo garantir o acesso aos medicamentos por parte de cidadãos em situação de carência económica ou impedidos de adquirir os medicamentos prescritos  por receita médica.

O protocolo com a Associação Dignitude, entidade que gere o programa, foi assinado na tarde desta quarta-feira, 2 de agosto, no salão nobre dos paços do concelho.

Para a implementação da rede do medicamento, o município vai dar, neste primeiro ano, um contributo financeiro de 100 euros por cada beneficiário identificado, num total de 200 pessoas carenciadas, o que ascende a uma soma de 20 mil euros.

A grande maioria dos beneficiários deste programa já estão sinalizados pelo Centro Local de Ação Social de Santarém (CLASS), pela Divisão de Ação Social e Saúde (DASS) da Câmara de Santarém, pelas equipas da Rede Local de Intervenção Social (RLIS) de Santarém e de Pernes, e pelas equipas do Rendimento Social de Inserção (RSI).

Futebol: Jogo Coruchense x Mondenense | Fotos: João Dinis