chamusca appfestival bike2017

santaremveraoprevencao

“Verão é Prevenção” é o nome da campanha de sensibilização para os efeitos nefastos das altas temperaturas que está a ser lançada em conjunto pelo Hospital de Santarém, pelo Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) da Lezíria e pelo Centro Distrital de Segurança Social.

O objetivo é fazer chegar as medidas a tomar para combater o calor extremo não só aos chamados grupos mais vulneráveis, mas também junto das instituições de cuidadores e da sociedade civil, que podem detetar situações de risco e intervir a tempo.

Até ao final de junho, o plano de ação vai ser divulgado junto de todas as instituições de solidariedade social (IPSS’s) do concelho, da Diocese e da Caritas, das Juntas de Freguesia, corpos de bombeiros, escuteiros, associações de voluntariado, clubes desportivos e coletividades, entre muitos outros.

Estas ações visam divulgar as recomendações gerais junto do maior número de munícipes possível, para que “cada um possa ser um agente que se preocupa com o cidadão que está ao seu lado”, segundo explicou Tiago Leite, o diretor da Segurança Social.

“Santarém tornou-se numa região de temperaturas extremas, muitos dias acima dos 40 graus, e tem características demográficas e sociais que nos causam preocupação”, afirmou o presidente do conselho de administração do Hospital, José Josué, acrescentando que a campanha tem o mérito de conseguir operacionalizar “uma conjugação de esforços para fazer face aos efeitos das ondas de calor”.

“Este Verão, façamos da prevenção o nosso lema”, aconselhou ainda José Josué, explicando que os comportamentos preventivos retiram utentes das urgências do hospital e de consultas nos centros de saúde.

Para já, os autores do projeto lançaram um desdobrável com as recomendações gerais da campanha “Verão é Prevenção”, e onde constam os conselhos mais simples para combater as altas temperaturas meteorológicas, como beber água com regularidade, evitar as bebidas gaseificadas e alcoólicas, ou fazer refeições ligeiras com poucas gorduras e sem condimentos, entre outros.

Operações de busca e resgate aquático - Fotos João Dinis