chamusca apptagus

salvaterraforosextensaosaude

A Câmara Municipal de Salvaterra de Magos conseguiu garantir que os médicos contratados para a extensão de saúde da freguesia da Glória do Ribatejo prossigam os seus contratos de trabalho a partir desta segunda-feira, 2 de janeiro.

A informação vem de uma nota de imprensa da própria autarquia, que adianta que o Ministério da Saúde assumiu também o compromisso “de, apesar das saídas em mobilidade, assegurar sempre dois médicos de família no centro de saúde de Salvaterra de Magos”.

Recorde-se que, na semana passada, o presidente da Câmara, Hélder Esménio, veio a público alertar para a possibilidade de encerramento das extensões de saúde da Glória do Ribatejo e dos Foros de Salvaterra, por falta de médicos, e do funcionamento parcial do Centro de Saúde da sede de concelho apenas com um clínico a meio tempo.

Seria, segundo o autarca, uma situação muito grave que poderia deixar mais de 16 mil pessoas sem qualquer tipo de assistência médica, logo no início de 2017.

Segundo o novo acordo com o ministério e a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARS-LVT), vão “manter-se dois médicos contratados com horas para apoiar os utentes de Foros de Salvaterra, mantendo-se também nesta extensão o médico de família que ali presta serviço a meio tempo”.

Na extensão de saúde de Marinhais, vão continuar os três médicos de família, “solução ajustada às necessidades depois do reforço conseguido no ano transato de fixação na freguesia de dois médicos do Serviço Nacional de Saúde”, explica ainda a mesma nota.

XTerra Golegã - Fotos Carlos Simões