chamusca appelgalego natal2017

Politica

cartaxouniaojardin

O PSD do Cartaxo defende a reabertura ao trânsito da Estrada Nacional 3 no centro da cidade, que, recorde-se, foi encerrada à circulação automóvel em 2010 para a implementação do projeto que ficou conhecido como a “união dos jardins”.

Esta foi uma das propostas entregues pelos sociais-democratas ao executivo PS que lidera a Câmara do Cartaxo, no âmbito de uma reunião que serviu para recolher contributos para o próximo Orçamento e Grandes Opções do Plano da autarquia.

“Trata-se de uma medida justificada pela necessidade de maior mobilidade no centro da cidade, maior segurança no tráfego rodoviário e pedonal em virtude das contingências dos atuais percursos de atravessamento”, considera a Comissão Política do PSD Cartaxo, para quem “esta medida trará mais vida à cidade”.

Do rol de propostas do PSD Cartaxo para inclusão no orçamento de 2018 da autarquia, consta ainda uma intervenção na Praça 15 de Dezembro, com criação de espaços verdes, sombras e a possibilidade de instalação de esplanada, e a implementação do “Cartaxo COMvida”, um programa de promoção da economia local financiado pelo Fundo de Apoio à Economia Local (FAEL) e com verbas vindas das taxas municipais de ocupação da via pública, publicidade, e das receitas do estacionamento tarifado.

Entre as várias propostas entregues pelos social-democratas, consta ainda a implementação do “Campo Seguro”, que visa a diminuição da criminalidade nas zonas rurais das freguesias de Vila Chã de Ourique e Valada.

cm alpiarca

A Câmara Municipal de Alpiarça propôs à Assembleia Municipal a aprovação de uma taxa de IMI de 0,42% para o ano de 2018, um aumento de 40 por cento relativo a 2017.

A decisão foi aprovada na reunião do executivo municipal de 23 de novembro, com os fotos a favor da CDU e a abstenção do PS, tendo sido justificada pela maioria como uma forma de garantir a sustentabilidade financeira municipal e possibilitar o necessário investimento no futuro do concelho e de todos os alpiarcenses.

"Os próximos anos colocam-nos o desafio do aproveitamento das verbas do quadro comunitário Portugal 2020, oportunidade de executar obras e medidas importantes para o desenvolvimento do concelho, comparticipadas a 85%, mas tendo o Município que assegurar a sua parte de cofinanciamento", refere uma nota de imprensa do município.

O mesmo documento enumera alguns dos investimentos a realizar nos próximos anos, casos da revitalização do Mercado Municipal, da ampliação e requalificação do Jardim, da requalificação da Escola EB2,3/Secundária ou da substituição da iluminação pPública em todo o concelho com lâmpadas LED, entre outros.

Segundo a autarquia, com a taxa de 0,3 por cento nos últimos 5 anos, Alpiarça perdeu cerca de 2 milhões de (cerca de 400 mil euros por ano) em relação ao que receberia se fosse aplicada a taxa máxima (0,5%).

"Com a atual estrutura de receita, o Município não estará em condições para realizar os investimentos necessários e torna-se, por isso, impossível continuar a abdicar de uma receita fundamental como é a do IMI", justifica a autarquia na referida nota de imprensa.

santaremregulamentopublicidade

A Câmara de Santarém vai suspender temporariamente o regulamento municipal de emissão de licenças publicitárias, na parte que se refere à ocupação do espaço público com mobiliário urbano e colocação de painéis publicitários.

A decisão, segundo explicou o vereador Jorge Rodrigues na reunião de Câmara desta segunda-feira, 27 de novembro, tem a ver com o facto da autarquia ter detetado que parte das plantas de zonamento para colocação de publicidade entram em conflito com o Código da Estrada e até com alguns locais de atravessamento pedonal.

Segundo o mesmo, nessas zonas, a Câmara não vai emitir novos licenciamentos de publicidade, como painéis ou MUPPI’s, até os mapas estarem devidamente atualizados.

A Câmara prevê ter este assunto resolvido nos próximos três meses, explicou ainda Jorge Rodrigues.

Futebol: Jogo Coruchense x Mondenense | Fotos: João Dinis